Post Page Advertisement [Top]

Trevor Carlin diz que sua equipe provavelmente terá um "nascimento difícil" na temporada da Indy, pois ele estima que está atrasado em seis semanas. A equipe Carlin anunciou seu ingresso na IndyCar com dois carros, guiados por Charlie Kimball e Max Chilton, pilotos anteriormenta do "time b" da Ganassi.

Trevor Carlin, dono da equipe, disse ao site Autosport que os atrasos em relação aos contratos e o financiamento atrapalharam seus planos, mas sua equipe comprou os carros e o equipamento necessário.

Carro da Carlin durante testes na Indy Lights. (Foto: LAT)

"Bem, nós sempre tivemos uma data limite que precisávamos confirmar que estaríamos entrando na IndyCar em agosto antes da temporada", disse ele.

"Na verdade, levou mais tempo do que o planejado para concluir os contratos e financiar, daí o anúncio. Enquanto isso, nós compramos carros, equipamentos e empregamos pessoas. Perdemos o tempo, cerca de seis semanas, estamos fazendo tudo o que podemos para recuperar o atraso".

Em relação a contratação dos pilotos, Carlin disse que o negócio se resolveu rapidamente, uma vez que ele sabia que estavam disponíveis no mercado dois pilotos que já haviam trabalhado com a Carlin enteriormente em outras categorias.

"Haviam rumores de que a Ganassi diminuiria de quatro carros para dois no próximo ano e deixaram instantaneamente dois pilotos [Chilton e Kimball] no mercado. Tudo se resolveu muito rapidamente, os patrocinadores foram precisos em dizer que queriam se juntar, então nós lhes demos um prazo até setembro e obtivemos compromissos verbais. No final da temporada 2017 estávamos prontos para iniciar o processo".

Fonte: Autosport

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]