Piloto do dia: Ed Jones

Uma série nova para entreter vocês na silly season gigante da Indy. Juntamos cinco dos escritores do site (Daniel Palermo, Filipe Dias Dutra, Marcelo Augusto, Matheus Antônio da Silva e Rômulo Silva) para comentar sobre a temporada de 2017 de todos os pilotos.


O único estreante do ano a fazer a temporada completa (e, por consequência, foi o estreante do ano), Ed Jones teve como ponto alto no ano as 500 milhas de Indianápolis, onde ficou a meio segundo de vencer. No ano, terminou em 14º lugar, a melhor posição de um piloto da Coyne no campeonato desde 2013.

No ano:                                               
Corridas: 17                                        
Vitórias: 0                                           
Pódios: 1                                             
Top 5: 1                                              
Top 10: 5                                            


Para vocês, como foi o ano do novato do ano na Indy?

Rômulo Silva: Muito boa principalmente na primeira parte do campeonato. A Dale Coyne tem melhorado consideravelmente nos últimos anos e se aproveitando disso ele garantiu um ano muito proveitoso.

Filipe Dias Dutra: Eu particularmente gostei dele. Não fez feio e merecia nova chance.

Daniel Palermo: Foi uma excelente primeira temporada para o novato, levando em consideração as dificuldades e desafios que a categoria aprenseta aos seus pilotos. Também vale destacar que o equipamento usando por ele nessa primeira temporada, não é dos melhores para quem sonha andar do meio do grid pra frente e mesmo assim, ele conseguiu alguns bons resultados.

Matheus Antônio da Silva: Ed Jones foi bem, mas pelo que vi na Lights, ele ainda pode fazer mais com boas condições. Ele costuma ser bem mais regular e se desenvolve bem mais em circuitos mistos do que ele mostrou esse ano.

Marcelo Augusto: Muito bom no começo e mediano no final, mas no geral foi um bom ano de estreia.


Jones pretende permanecer na Dale Coyne em 2018. Ao seu ver, o dubaiense merecia coisa melhor, meceria almejar onde está ou nem isso?

Rômulo Silva: Acho que ele deve focar em sua permanência na Coyne. A equipe está em um bom momento, ele já conhece toda a galera de lá e tem o um piloto experiente como companheiro de equipe que pode ajudar bastante.

Filipe Dias Dutra: Dubaiense, é assim mesmo que fala? Kkkk. Acho que a Dale Coyne é um ótimo negócio para o piloto, por ser uma equipe em um bom momento.

Daniel Palermo: Podemos dizer que os primeiros anos de um novato na Indy seja de total sobrevivência. Para quem está começando, mais vale ter um lugar garantido e tentar tirar o máximo do carro para mostrar seu valor. Depos que ele se estabilizar como um bom piloto dentro da categoria, aí sim será hora dele pensar em ir para equipes melhores.

Matheus Antônio da Silva: Ele merecia coisa um pouco melhor, para ter melhores condições de mostrar seu bom trabalho, como uma Schmidt-Peterson, por exemplo.

Marcelo Augusto:  Merecer ele merece, mas vai precisar mostrar mais e a Dale Coyne não é tão ruim assim mais também, ele pode até vencer uma prova, de repente.


Pilotos do dia: 

Max Chilton
Marco Andretti
James Hinchcliffe
Ed Jones
JR Hildebrand
Carlos Muñoz
Charlie Kimball
Conor Daly
Pilotos de meia temporada: Sebastien Bourdais, Spencer Pigot, Mikhail Aleshin, Ed Carpenter
Figurantes de luxo: Fernando Alonso, Esteban Gutierrez, Sebastian Saavedra, Gabby Chaves
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários:

  1. Mandei um e-mail para John Judd, perguntando se o mesmo teria interesse em se juntar à indy. Recebi uma lacônica resposta (mas será que na Indy de hoje teria espaço para um fabricante independente de motores? Deixo o e-mail abaixo:

    Hello Jose,

    Obrigado pelo seu email e amável sentimento. Gostaríamos muito de estar envolvido na Indycars novamente, mas é um requisito para ser associado com um OEM (fabricante de automóveis) e atualmente não parece haver muito interesse do OEM em se juntar à Honda e Chevrolet.

    Muitas felicidades

    John W. Judd

    Traduzido pelo Google tradutor...

    ResponderExcluir
  2. Acabou de ser anunciado que Ed Jones assinou com a Ganassi pro ano que vem.

    ResponderExcluir