Bourdais de volta no cockpit



Após dez semanas, piloto francês se diz confiante após o treino que definiu sua volta às pistas depois do acidente em Indianapolis.

Setenta e dois dias se passaram para que o tetracampeão da ChampCar, Sebastien Bourdais, voltasse a pilotar um carro de corrida. E foi uma eternidade. O francês de 38 anos da Dale Coyne ainda não está liberado pela Indy para voltar a correr uma prova, mas se diz confiante após um teste ontem em Mid-Ohio.

"É ótimo estar de volta. Parece que nada aconteceu. Dois meses e meio se passaram e você volta no carro, esperançoso e se sentindo ótimo. Foi muito positivo."

Bourdais completou 80 voltas, quase que a distância completa da corrida de domingo, o que mostra que voltar a correr é apenas questão de tempo. Toda a atenção durante o teste se concentrou em como a região pélvica, a mais atingida pelo acidente de maio, se saía com toda a força G e as ondulações do circuito, sem contar a pressão do cinto de segurança. Quem estava à frente dos resultados finais para observar as condições do piloto era o líder da Holmatro Safety Team, Mike Yates. Após o teste, Bourdais disse que estava se sentindo bem, sem problemas nessa área.

Outra região observada eram os músculos da nuca do piloto. Sem correr há muito tempo, o ritmo de corrida poderia ser desgastante para essa região do corpo. Bourdais sentiu que poderia haver problemas nessa área, pois o foco da sua reabilitação era justamente a região abaixo. Agora, ele precisa desenvolver novamente estes músculos para não sofrer problemas mais tarde. "Parecia que a nuca na hora do teste dizia: o que você está fazendo? Tenho certeza que se eu voltar ao carro mais tarde, isso vai estar melhor".

Apesar de que, durante o teste Bourdais saiu da pista e quebrou parte da asa dianteira, o feedback geral foi positivo para os engenheiros da equipe. Dale Coyne disse que com certeza Bourdais terá carro para correr na etapa final em Sonoma, mas ainda não se sabe qual a saída para o contrato que arranjou para seu substituto, Esteban Gutierrez, que assinou até o fim da temporada com a equipe. A saída mais provável que possa acontecer é a de que a equipe terá três carros na California, com Bourdais, Jones e Gutierrez. 



Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário