Lights: Jamin consegue vencer sua primeira prova na categoria.

Com grandes relargadas e um ritmo de corrida consistente, o francês da Andretti Autosport consegue sua primeira vitória na categoria. Matheus Leist consegue seu primeiro Top 5 do ano.
Nico Jamin em poses muito másculas de comemoração.
O fim de semana em Barber, onde ocorre a segunda rodada dupla da temporada, teria como protagonista os mesmos quinze pilotos que estavam presentes em Barber. A principal novidade no gird estava no carro de Santiago Urrutia, pois o uruguaio conseguiu o apoio da Schmidt-Peterson, tanto no lado técnico quanto no lado financeiro, com seu carro sendo patrocinado pela Arrow Eletronics, que também está presente no #5 de James Hinchcliffe na Indy.

Entretanto, as semelhanças com a etapa passada pararam por aí. O domínio que Belardi e Colton Herta exerceram em St. Pete diminuiu consideravelmente, com o filho de Bryan Herta tendo que dividir os melhores tempos no trieno livre com os carros da Carlin e com a Juncos de Kyle Kaiser, sendo que tanto Urrutia e Aaron Telitz, ambos da Belardi, sofreram com alguns priblemas em seus carros.

O treino classificatório, realizado no sábado de manhã, teve domínio de Kaiser, Herta e Nico Jamin. Herta liderava no começo da sessão até Garth Rickards (Carlin) rodar sozinho na curva 17 e acionar a bandeira vermelha. Quando a pista foi liberada novamente, Nico Jamin fez a melhor volta dele e tinha a pole até faltar dois minutos para terminar a sessão, quando Herta fez sua melhor volta e, logo em seguida, Kaiser fez o melhor tempo da sessão ficando com a pole. Matheus Leist ficou quase toda a sessão girando entre o sexto e o nono tempo, terminando a sessão com a sétima melhor volta e largando da quarta fila.
Tempos do treino classificatório.

Mazda Indy Lights Grand Prix of Alabama presented by Cooper Tires Race 1


Poucas horas depois, no sábado a tarde, aconteceu a terceira corrida do campeonato. Todo mundo estava muito ansioso, e acontceram alguns incidentes na largada.

Aaron Telitz, que largava do antepenultimo lugar com problemas no motor de seu carro, acelerou muito cedo e saiu da formação, abortando a primeira largada. Mesmo com a largada abortada, Herta tentou dar um 'bump' em Kaiser, mas forçou muito e quebrou sua asa dianteira. Mais atrás, Pato O'Ward (Pelfrey) tinha largado bem e passado Neil Alberico durante a reta e na entrada da curva um, freou bem tarde e só parou quando subiu na asa traseira de Urrutia, que estava no quarto posto. Herta, Urrutia e O'Ward foram arrumar seus carros no pits, e a bandeira amarela foi acionada.

A asa quebrada de Urrutia
No fim da primeira volta, Kaiser ainda liderava, seguido por Jamin, Alberico, Leist, Kellett, de Melo, Piedrahita, Dapero, Blackstock, Ryan Norman e Garth Rickards.

Relargada em fila única na volta quatro de trinta voltas previstas. Kaiser, como tradicionalmente faz, larga mal, e Nico Jamin se aproveita para colocar por dentro de Kaiser na curva cinco passar o californiano, assumindo a ponta da prova. Blackstock faz o mesmo movimento para passar Piedrahita. Na volta seguinte, de Melo aproveita e faz o mesmo movimento sobre Kellett, para assumir o quinto posto.

Com o passar do tempo os carros começaram a se espaçar na pista. Jamin era três a quatro décimos mais rápido que Kaiser e Alberico, sendo que esses dois abriam diferença para Leist, de Melo e Kellett.

Mas a verdadeira corrida estava mais atrás no grid. A série de acidentes da primeira volta causou uma mistura dos pilotos no grid, onde os pilotos mais lentos (Rickards, Norman, Dapero e Piedrahita) acabaram na frente dos pilotos mais rápidos, (Telitz, Herta, O'Ward). O'Ward conseguiu escalar rapidamente o grid e na volta dez já figurava na nona posição, passando Norman, Rickards e Dapero e perseguindo Piedrahita; Herta tentava acompanhar o ritmo, mas fico um bocado de tempo preso atrás de Norman, junto com Aaron Telitz. Urrutia não vinha com grande velocidade e recolheu-se para os pits na volta 17.

"Ah, tá zuando que ninguém vai bater em mim dessa vez?"
LEIST, Matheus.
O grupo de trás seguia Shelby Blackstock de perto, mas o circuito difícil de ultrapassar, em conjunto com o maior desgaste de pneus, dificultou as ultrapassagens. Apesar de todos estarem a menos de um segundo de diferença um do outro, tudo indicava que a prova terminaria dessa forma: Blackstock segurando Piedrahita, O'Ward, Dapero, Herta (que tinha ultrapassado Norman na volta oito), Norman, Telitz e Rickards.

Entretanto, na volta 27, Piedrahita passou a ter muitos problemas com o desgaste de seus pneus e acabou perdendo posições para O'Ward, Dapero e Herta, terminando nessa sequência.

Lá na frente nada aconteceu. Leist e Kaiser conseguiram acalmar os ataques de de Melo e Alberico, respectivamente, e logo administravam suas posições na pista. Assim, Kellet terminou sozinho em sexto, de Melo em quanto pressionando Leist, que terminou em quanrto, um bocado atrás de Alberico e Kaiser, que terminaram em terceiro e segundo, pois o vencedor foi Nico Jamin!

Pódio e resultados
Apesar de terminar a corrida apenas no 10º lugar, Colton Herta ainda é o líder do campeonato, dez pontos a frente de Kyle Kaiser e 13 pontos a frente de Aaron Telitz. Matheus Leist subiu quatro posições e agora está no 11º lugar, com 35 pontos.

A próxima corrida é no domingo, pouco antes da corrida da Indy. Até lá!! 
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário