USF2000: Pacotão de pilotos que já arrumaram suas vagas

As estreantes Carlin Benik e Newman-Wachs Racing já definiram seus primeiros pilotos, a ArmsUp e a RJB Motorsports decidiram inovar e anunciar pilotos antes do que costuma fazer e já temos a primeira equipe completamente definida para 2017: a DE Force Racing.

Desde os testes iniciais da pré-temporada até agora já foram anunciados seis pilotos; mas, como não vi fatos e nomes tão interessantes assim para uma postagem só e estava muito ocupado jogando Overwatch terminando o mestrado, acabou passando batido alguns anúncios de pilotos para a temporada de 2017 da USF2000. 

Desde o fim da temporada até agora, já tivemos acertados seis pilotos na categoria, em quatro equipes diferentes. Vejamos cada um desses anúncios em separado, por ordem de anúncio:

DEForce Racing debutará com Kory Enders e Moisés de la Vara


Começamos com uma das equipes novas desse ano: a DEForce Racing é a união dos esforços do ex-piloto David Martinez (correu dois anos de F-Atlantic, depois conseguiu correr três corridas na Champ Car pela Forsythe, VOLTOU PRA F-ATLANTIC e depois correu de Indy Lights!!!) em parceria com Ernesto Martinez, seu parente e coach de pilotos. Os dois conseguiram uma parceria com a Speed Racing Group, grupo de desenvolvimento de pilotos que revelou Neil Alberico, Spencer Pigot e Josef Newgarden.

Assim, a equipe é metade mexicana e metade americana. #ChupaTrump!!!

Estreia da equipe da USF2000  na Pro Mazda.
Ela anunciou sua formação durante a última etapa da temporada desse ano do Road to Indy, realizado em Laguna Seca. Até comprou dois carros antigos da Pro Mazda e forçou seus dois pilotos a correr neles, para já fazer propaganda da equipe ao melhor modo David Martínez de lógica (até porque, estrear seus pilotos na categoria que eles REALMENTE vão correr, na USF2000, faz sentido; então ele optou por algo que não faz sentido algum).

Ah sim, os pilotos que foram contratados pela DEForce são Kory Enders, no lado americano, e Moisés de la Vara, no lado mexicano. Kory Enders tem 19 anos e estreará nos monopostos após vários anos no Kart, e isso é tudo que consegui descobrir dele, pois ele não tem site, a página do facebook dele é mais desatualizada que eu falando de USF2000 e o site da equipe e o Driver Database tem nada antes das corridas dele na Pro Mazda esse ano. Moisés de la Vara tem 19 anos, e tem um site autalizado e bem feito; ele começou no kart aos nove anos, mas parou aos quinze para jogar mais videogame, voltou ano retrasado nos monopostos, onde disputou a F4 NACAM do México com uma virória e da F4 US dos Estados Unidos, sem grande sucesso.

Ainda não dá pra saber muita coisa sobre a equipe, pois ela émuito nova e compessoas que não são muito conhecidas no meio do Road to Indy, mas dificilmente a Speed Racing Group erra, então, aguardemos! 

Carlin Benik estreará com Rinus van Kalmthout


Uma semana depois do anúncio da DEForce, a Carlin Benik ou Benik-Carlin, dependendo se você entra no site da Carlin ou da Benik, anunciou seu primeiro piloto: o neerlandês Rinus van Kamthout.

A (Benik-)Carlin Benik é a união entre a famosa Carlin, que teve grande sucesso na sua entrada na Indy Lights, culminando no título de Ed Jones esse ano, que decidiu ampllicar seu programa no Road to Indy e se uniu a Benik Kart, uma das mais famosas equipes-empresas de Kart dos Estados Unidos. Com essa dupla, a (Benik-)Carlin Benik já entra como uma das favoritas esse ano a desbancar o império da Cape Motorsports with Wayne Taylor Racing.

Eles anunciaram Rinus van Kalmthout. O piloto de 15 anos conseguiu grandes resultados mesmo correndo na categoria senior no ano passado, chegando a participar do campeonato mundial da ROTAX.

Apesar de toda a expectativa criada, a equipe não foi tão bem assim no primeiro teste coletivo, em outubro. Ela ficou a frente apenas da pequena ArmsUp e das estreantes DEForce, Exclusive e Kaminsky Racing.

Agora, se o favoritismo realmente vingará alguma coisa ou se o desempenho da equipe será esse mesmo dependerá dos outros pilotos que a (Benik-)Carlin Benik contratará, pois ela pretende alinhar CINCO carros no grid. Aguardemos!

Devin Wojcik "renova" com a ArmsUp para 2017


A ArmsUp, equipe mediana/pequena que viveu ares de equipe grande esse ano com os resultados de Victor Franzoni, quebrou sua tradição de anunciar seus pilotos no fim de semana da primeira corrida (isso quando anunciam) e anunciaram seu primeiro no dia 11 de novembro.

Em um anúncio cheio de pompa via Twitter, a equipe anunciou Devin Wojcik, piloto de 16 anos.

Wojcik é americano e começou no automobilismo aos oito anos com o objetivo de ajudar no tratamento de sua dislexia. Devin fazia várias atividades para auxiliar em seu rpoblema, e o automobilismo foi o que mais atraiu o jovem garoto que, aos onze anos, iniciou suas batalhas no kart profissional e, em 2015, entrou na Skip Barber, terminando o seu campeonato no sexto lugar.

Ele, no ano passado, focou em treinos na USF2000, chegando a fazer uma corrida em Road America. Entretanto, o piloto não parece ter tanto brilho por assim só. Aguardemos!

Newman Wachs Racing contrata Dakota Dickerson para 2017 e mais além


A antiga equipe fundada por Paul Newman e Eddie Wachs que foi criada para competir na F-Atlantic em 2006 e foi campeã em 2009, mesmo ano de sua primeira morte, ressuscitou após sete anos de hiato.

Apesar de Paul Newman ter falecido, Eddie Wachs ainda está vivo e, em parceria com Brian Halahan (o novo dono da Carl Haas Auto Imports) promoveram a ressurreição da equipe na USF2000 no início de outubro. 

No início de dezembro a equipe anuncia não só um piloto, mas um plano audacioso. Wachs e Halahan anunciaram não apenas um piloto, mas um plano para 2017 e no ano seguinte. A equipe pretende alinhar dois carros na temporada que vem da USF2000 e, em 2018, pretende alinhar dois carros também na Pro Mazda; e uma vaga da USF2000 do ano que vem e da Pro Mazda de 2018 já foi preenchida por Dakota Dickerson.

Dakota seguirá para a sua segunda temporada na USF2000. Depois de ser campeão no campeonato da Skip Barber, que, antes do Mazda Road to Indy Shootout, era a responsável por premiar o vencedor com 200 mil dólares em patrcínio na USF2000, o piloto assinou com a Afterburner Autosport e, apesar dos resultados regulares, não houve grande brilho em sua temporada de estreia.

Agora, com o piloto garantido não só para a USF2000 no ano que vem mas para a Pro Mazda em 2018, Dakota precisará se desenvolver mais para despontar no Road to Indy. Aguardemos!

Chandler Horton assina com a RJB Motorsports


A RJB Motorsports, equipe oriunda da F600 (não é F-1600, é F600 dos carrinhos muito diminuots mesmo) que entrou no ano passado com o intuito de correr bem esse ano, estreou no ano passado não muito bem com Michai Stephens e um pouco melhorzinho com Clint McMahan, e busca mostrar resultados melhores em 2017.

Para isso, contratou Chandler Horton que, diferentemente de Michai Stephens e Clint McMahan, conseguiu alguns títulos no Kart da categoria júnior. Além disso, Chandler é filho do ex-diretor de engenharia Jeff Horton.

RJB vem prometendo bastante para o ano que vem e, com um piloto mais conhecido e promissor, mas conseguiu dar apenas treze voltas no teste oficial de outubro no carro antigo, e ficou seis segundos atrás dos líderes.

Então... Aguardemos!!

Os brasileiros:

Enquanto isso, ainda não houve confirmação de brasileiros, mas temos alguns bravos que batalham para entrar nela.

Victor Franzoni, com seus resultados na USF2000, conseguilu o capacete de Bronze do automobilismo brasileiro. Ele também fez uma parceria com a JC Karting, onde agora tem uma pequena equipe, faz coach para pilotos e até pilota algumas vezes na SKUSA e correr o Florida Winter tour. Depois do teste na Pro Mazda, não vieram mais notícias no alcance de meu radar.

Lucas Kohl também saiu de meu radar. Até recentemente esteve nos Estados Unidos, onde voltou no início desse mês para participar das 12 horas de tarumã com seu pai. Mas, num dos pess releases que recebemos, conta que o piloto logo volta para os EUA no início de janeiro, esperando anúncios para a primeira quinzena do mês.

Além deles, Felipe Ortiz e Leandro Guedes estão nos Estados Unidos, focados em conseguir algo para guiar em 2016. 

Daí só tem uma solução: aguardemos!!




Pilotos confirmados na USF2000:

ArmsUp Motorsports:
Devin Wojcik

Carlin Benik:
Rinus van Kalmthot

DEForce Racing:
Kory Enders
Moisés de la Vara

Newman Wachs Racing:
Dakota Dickerson

RJB Motorsports:
Chandler Horton
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário