• Piloto do dia: Josef Newgarden

    Uma série nova para entreter vocês na silly season gigante da Indy. Juntamos quatro dos escritores do site (Filipe Dutra, Marcelo Augusto, Matheus Antônio da Silva e Rômulo Silva) para comentar sobre a temporada de 2016 de todos os pilotos.



    Um ano com um bocado de altos e baixos, desde a forte batida na primeira parte da prova no Texas até a vitória em Iowa, apenas duas semanas depois:




    - Pra você, como foi a temporada de 2016 de Josef?

    Rômulo: A temporada perfeita para carimbar o passaporte para uma equipe melhor, no caso a Penske. Newgarden sempre brigou por posições no pelotão da frente, salvo algumas poucas excessões.

    Matheus: De longe foi a melhor dele. Aproveitou o melhor possível da condição melhor que a Carpenter tinha esse ano e divou.

    Marcelo: Foi a temporada de afirmação dele, o futuro da IndyCar é este jovem americano e finalmente conseguiu uma vaga na melhor/maior equipe do grid. Agora é só alegria pro Newgarden.

    Filipe: A melhor dele. Enfim, mostrou a que veio e fez valer todas as apostas de Sarah Fisher. Não é à toa que a melhor equipe da Indy o chamou.


    - Agora na Penske, Josef deixa de ser eterna promessa de equipe pequena?

    Rômulo: Está com a faca e o queijo na mão. Talvez, pela adaptação na nova equipe e engenheiros, o primeiro ano pode ficar um pouco abaixo do esperado, basta relembrar o 2015 do Simon Pagenaud. Porém, tirando isso, Newgarden tem tudo para mostrar seu potencial na Penske nos próximos anos. Aguardemos.

    Matheus: Tem grandes chances mas, para isso, precisa fazer sua melhor temporada de longe, conseguindo o melhor possível que a Penske terá o ano que vem e divar!

    Marcelo: Agora depende só dele, porque equipamento e condições pra vencer e até disputar título já na temporada de estreia, não faltam. Mas acredito que em 2 ou 3 temporadas isso fatalmente irá se concretizar.

  • POSTAGENS RELACIONADAS

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário