IndyCar planeja carro similar ao da Champ Car para 2018

A Indy já tem um plano bastante definido para os próximos anos envolvendo as mudanças nas estruturas dos seus carros. Entre essas mudanças, já foi anunciada a permanência com os Chassis Dallara até 2020. Porém, em 2018 um novo kit aerodinâmico universal (aerokit padrão utilizado por todos os carros independente do fornecedor de motores) deverá ser usado, e seu design pode ficar parecido com os que era utilizados na Champ Car.


Novos aerokits poderão deixar os carros parecido com os Champ Cars em 2018.

"Nós queremos mexer na concentração do downforce no carro e pensando até em tirar a proteção das rodas traseiras. Vamos mexer na cobertura dos motores, deixar tudo mais leve, queremos um visual mais elegante, mais baixo e mais largo", disse Jay Frye, presidente de concorrências e operações da IndyCar.

Frye também comentou que as mudanças tem como objetivo atrair mais uma fabricante de motores para se juntar a Honda e Chevy.

"Uma das maiores metas nossas com os kits universais é atrair mais uma grande fabricante dos motores, acho que o kit único pode favorecer muito isso. Ao mesmo tempo, queremos que todo mundo no paddock tenha um bom tempo com os kits novos para, em 2021, possivelmente liberar novidades na parte dos chassis", explicou. "Nós usamos uma lista de critérios com um olhar cosmético do carro que queremos e os critérios de desempenho. Nós vamos estar modelando essas versões e trabalhando em um cronograma para começar a testar o carro antes de introduzirmos nas corridas em 2018".

Frye usou como exemplo do desenvolvimento a recente onda de carros de passeio modernos e retrôs ao mesmo tempo.

"Se você pegar o Camaro de hoje, parece como o tipo de Camaro dos anos 1960 mas tem o grande motor, todos os componentes eletrônicos, e tudo o que lhe dá a aparência retrô, mas com tecnologia moderna. É o equilíbrio que estamos procurando com o kit universal",  disse ele.



Já para 2017 as coisas continuam do mesmo jeito que foram nesse ano. Tanto a Honda quanto a Chevrolet continuarão fornecendo ser próprios kits, mas com o desenvolvimento congelado, evitando mais custos para as equipes.

Fonte: Racer
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

5 comentários:

  1. Como antigo fã da antiga CART, estou me sentindo como criança que ganha um novo brinquedo! Até que enfim eles desenvolverão um carro mais bonito.
    Os fãs da IRL, talvez não concordem (ou não gostem) da minha opinião: acredito que essa configuração da antiga Champ Car era a melhor para os ovais, pois, por não ter o downforce muito grande, ele não tenderá a fazer aqueles voos que os Dallara da IRL faziam. Porém, sou contra a retirada da proteção das rodas traseiras, pelo menos nos ovais.
    De resto, gostei muito da novidade e espero que eles alcancem o objetivo de atraírem mais montadoras para a categoria.


    Um abraço!

    Karl

    ResponderExcluir
  2. Se se confirmarem os novos modelos seguindo o padrão da antiga CART/Champ Car será demais... uma nostalgia para todos os fãs da extinta categoria...mas sinceramente o modelo de 2007/2008 eu acho muito feio (olhem nas fotos acima), eu gostava mesmo era do Lola 2002/2006, este sim era o chassis mais bonito da história dos monopostos (minha opinião)...
    o atual bico/asa dianteira 2015/17 mistos/ovais curtos eu acho muito bonito e poderiam seguir o modelo ou voltar aos Lolas que citei... o santo antonio tb deveria voltar à epoca da CART (como nos clássicos Reynard ou Lola), assim com as asas traseiras que eram muito mais legais antes...

    Quanto a proteção das rodas traseiras, sempre achei desnecessário nos circuitos mistos/rua, atrapalha a estética da característica de um monosto, em ovais curtos de até 1mi tb nao vejo necessidade.... já os ovais médios e principalmente os super longos, como Fontana, Indianápolis e Pocono, acho muito importante que se mantenham, mas poderiam ser discretos como no DW12 de 2012/14 (antes da introdução dos kits).

    Abraços aos amantes da Fórmula da Emoção!

    Emmanuel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho os DP01 feios demais, porém eram mais bonitos do que os Dallara. Aliás, acho até que os DP01 poderiam ter sido usados logo após a "reunificação", bastando que as equipes fizessem poucas alterações no carro para que estes pudessem correr nos ovais. Mas não, ao invés de usarem um carro novo com apenas uma temporada de uso, preferiram aquele IR05 da Dallara que estavam correndo há umas cinco temporadas.
      Gosto mais da configuração dos antigos Reynard (modelos 96i em diante). Enfim, qualquer configuração que seja parecido com os antigos carros da CART/Champ Car (com as devidas modernizações, é claro), será bem vindo.


      Um abraço!

      Karl

      Excluir
    2. Concordo contigo, Karl...
      mas esse chassis Reynard que tu citaste.... ele já existia em 1995 e pelo que eu lembro, era muito parecido visualmente com o 96i... só não lembro se tinha Reynard em 1994, já que eu nao conseguia acompanhar as corridas na época da manchete...

      abraço

      Emmanuel

      Excluir
    3. pesquisei.... o Reynard estreiou em 1994 com seu modelo 94i... muito parecido com os modelos sucessores... a Chip Ganassi foi uma das primeiras equipes a usá-lo

      Excluir