Dixon lidera de ponta a ponta e vence em Watkins Glen

Economizando muito combustível no fim, neozelandês da Ganassi confirma o favoritismo na pista e vence pela quarta vez em Watkins Glen. Hélio Castroneves termina em terceiro e Tony Kanaan em décimo-nono.

Foi a quarta vitória de Dixon em Watkins Glen. (Foto: IndyCar)

A corrida começou por volta das 15h45 no horário brasileiro. Logo na largada, tivemos alguns enroscos na curva 1: Jack Hawksworth colocou por dentro e acabou tocando em Chilton, que tocou em Montoya e que acabou tocando em Bourdais também. Todos rodaram e ficaram pelo caminho, mas a bandeira amarela não foi acionada, pois todos os pilotos conseguiram voltar rapidamente para a pista. Bourdais foi o mais azarado, pois caiu de terceiro para último, comprometendo bastante a sua corrida. Enquanto isso, Scott Dixon, que largou da pole e dominou o fim de semana em Watkins Glen, disparava na frente e já abria diferença em relação ao segundo colocado, Will Power.

Takuma Sato foi o primeiro piloto a fazer a sua parada, na volta 8. Alguns outros pilotos do meio do pelotão, como Hawksworth, Newgarden, Pigot, Marco Andretti e mais alguns outros. Dixon, líder, foi o primeiro dos ponteiros a realizar a sua primeira parada, na volta 14. Chilton, Power, Castroneves e Kanaan pararam na volta seguinte.

E então, na volta 16, a primeira bandeira amarela do dia apareceu. E foi com o russo Mikhail Aleshin, que logo após fazer a sua parada, teve o pneu traseiro esquerdo de seu carro simplesmente estourado do nada, muito provavelmente por ter passado rápido e agressivo demais nas altas zebras da recapeada pista de Watkins Glen.

A relargada veio na volta 19, e Dixon continuava líder e abrindo vantagem para o segundo colocado, que já não era mais Will Power, e sim Max Chilton, com Montoya em terceiro. Power estava então tentando uma estratégia diferente, junto com Pagenaud, líder do campeonato. Ambos pilotos estavam para trás do décimo colocado até então.

A segunda bandeira amarela da prova veio após o toque entre Kimball e Graham Rahal na curva 1 do circuito de Watkins Glen. O americano da Ganassi acabou fechando a porta encima do americano da Rahal, que perdeu o controle do carro e bateu forte no guard rail. Rahal, pra variar, saiu putaço e reclamando do piloto que o fechou, sem razão. 


Enquanto a amarela rolava, Tony Kanaan teve problemas com a suspensão traseira de seu carro, comprometendo assim também a sua prova, chegando a ficar a duas voltas do líder.
A relargada veio perto da metade da prova e Dixon continuava líder e abrindo, com Chilton, seu companheiro de equipe, sendo o seu fiel escudeiro e Montoya não ameaçando muito. Power, Pagenaud e Hélio, pensando no campeonato, buscavam subir posições. Até que...

A terceira bandeira amarela foi acionada. E foi a bandeira que pode ter decidido o campeonato a favor de Pagenaud. Kimball, que vinha mais rápido, acabou tocando em Power, que acabou rodando e batendo seu carro no guard rail da reta oposta de Watkins Glen, destruindo assim o seu carro. Power abandonou a prova e praticamente deu o título de 2016 da IndyCar nas mãos de Simon Pagenaud. Mesmo faltando uma etapa por disputar ainda e com pontuação dobrada, 43 pontos de vantagem é bem difícil de tirar.

Enquanto isso, Dixon liderava a prova após Carlos Muñoz fazer a sua última parada. E o que tivemos a partir de então foram os 14 primeiros colocados tentando poupar combustível para terminar a prova. Dixon, que é mestre na arte de poupar combustível, conseguiu completar a prova com 19 voltas desde a última parada no pit-stop. Algo que só ele e o Rossi na Indy 500 desse ano conseguiram feitos parecidos. Hinchcliffe, que assumiu a segunda posição após a parada de Hélio, acabou ficando sem combustível a poucas curvas da bandeira quadriculada e viu todo mundo passar diante dele. Bourdais, que terminou em quinto, acabou dando uma carona pra ele até os boxes.


Foi a quadragésima vitória de Scott Dixon na IndyCar. O piloto em atividade com o maior número de vitória na Indy. Foi a quarta vitória dele em Watkins Glen, também o maior vencedor da Indy nessa pista, e também foi a segunda vitória dele na temporada. Dixon assumiu aterceira colocação no campeonato, mas já não tem mais chances de título, pois está a 104 pontos do líder, Pagenaud.

Confira abaixo o resultado final da prova:



A IndyCar volta daqui há duas semanas, em 18 de setembro, para decidir o campeonato em Sonoma, na Califórnia. Até lá!

Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário