USF2000: Victor Franzoni vence a prova 1 de Toronto e se aproxima no campeonato.

O Brasileiro da ArmsUp Motorsports consegue vencer a dupla de australianos da Cape Motorsports e chega ainda mais perto na briga pelo campeonato. Lucas Kohl conseguem mais um top 10 em seu fim de semana de estreia em Toronto.
Franzoni com o boné de vitorioso.
O fim de semana em Toronto inaugurou uma nova pista, com as curvas finais bem mais apertadas para dar mais espaço para o estádio próximo. Com mudanças também veio o grid da USF2000,  com algumas faltas. A principal delas ficam por conta de Ayla Agren, companheira do brasileiros Lucas Kohl, que não conseguiu fundos para disputar a prova e praticamente dá adeus ao campeonato, onde estava na oitava posição. O americano Max Hanratty, companheiro de Victor Franzoni, também não atravessou a divisa para disputar a etapa canadense do campeonato, mas ele estava mais atrás no campeonato.

Kohl estava sozinho esse fim de semana.
O fim de semana começou com dois treinos livres rápidos na sexta-feira que, juntos, completavam uma hora de pista para a categoria. A sexta-feira começou com uma batida forte de Jordan LLoyd na primeira curva de sua primeira volta, destrundo completamente seu carro; o australiano teve de comprar um carro sobressalente da John Cummiskey Racing para correr no fim de semana. No mais, os treinos foram muito parecido com a classificação do campeonato, onde o brasileiro Victor Franzoni (ArmsUp) e os pilotos da Cape, Anthony Martin, Parker Thompson, Nikita Lastochkin e Jordan Cane, começaram os treinos rápidos de sexta-feira na frente do grid, com apenas eles ficando num intervalo de meio segundo. Mais atrás veio a dupla da Pabst Racing, Garth Rickards e Yufeng Luo, bem como Dakota Dickerson (Afterburner Autosports) que ficaram sempre na metade de cima da tabela.

No sábado de manhã foi realizado o treino classificatório, único para as duas corridas do fim de semana, onde a melhor volta conta para a formação do grid na prova 1 e a segunda melhor volta do treino ou a melhor volta na primeira corrida contam para a formação do grid na prova 2. Thompson começou fazendo as voltas mais rápidas, mas no stints final do treino Martin e Franzoni fizeram voltas mais rápidas e formaram a primeira fila em ambas as provas, com Martin conseguindo as duas poles e Franzoni os dois segundos lugares, relegando Thompson ao terceiro lugar.

A etapa de Lucas Kohl começou um pouco mais complicada, pois o tempo de pista para treinos em Toronto é um pouco menor do que nas outras e tapas e dessa vez ele estava sem companheira de equipe, a experiente Ayla Agren, para auxiliar nessa adaptação ao circuito. Assim, o gaúcho se estabilizou no 15º após o segundo treino livre e não conseguiu avançar.


Resultados do treino classificatório.

Allied Building Products USF2000 Grand Prix of Toronto 1

Largada da prova 1. De costas, para ficar mais fácil ver o Franzoni colocando por dentro.
Largada limpa na primeira prova da USF2000. Logo na largada, Franzoni coloca por dentro de Martin na curva um, conseguindo mergulhar rumo as zebras e assumindo a liderança da prova. Martin, ficando por fora, escorrega um pouco na curva um e é atacado por seu companheiro de equipe, por Jordan Lloyd e por Dakota Dickerson. Na largada, Kohl passava Tazio Ottis e assumia o 13º lugar.

No fim da primeira volta, Franzoni liderava com cerca de um segundo de diferença para Martin, que tinha uma diferença de um segundo e meio para Thompson, Lloyd, e Dickerson. Na curva um da segunda volta, Dickerson erra e briga para não perder posições para o pelotão intermediário, formado por Luke Gabin e Garth Rickards, Yufeng Luo Nikita Lastochkin e Cameron Das.

Briga no meio do pelotão.
As brigas no pelotão intermediário aconteciam a torto e a direito. Com o passar das voltas, Luke Gabin e Garth Rickards iam se separando um pouco mais do pelotão, enquanto Das, no sétimo lugar, segurava o resto do pelotão, formado por Lastochkin, Dickerson, Yufeng, e Cane. Lá na frente, Franzoni e Martin protagonizavam a briga pela liderança da prova, com o australiano sempre muito próximo do brasileiro e sempre tentando se posicionar para ultrapassar na freada após a reta oposta. A briga pelo terceiro lugar se resolveu quando Lloyd conseguiu passar Thompson colocando por dentro na curva três da quarta volta (de 22 no total).

Assim seguiu até a volta sete, quando Brenden Puderbach rodou sozinho na curva um, deixou o carro morrer e acionou a bandeira amarela para a remoção de seu carro.  Assim, os ataques de Martin cessariam durante a amarela, mas a diferença de cinco segundos para Lloyd e Thompson havia acabado. Mais atrás, Gabin, Lastochkin, Rickards, Yufeng, Das e Dickerson formavam o top 10, com Kohl em 13º.

Relargada na volta nove, Franzoni manteve a liderança mas ainda estava muito pressionado por Martin, enquanto Thompson repassava Lloyd na curva três pelo terceiro lugar, entrando na briga pela liderança.
Puderbach batido.
E a pressão de Martin continuava, na volta 11, Franzoni, Martin e Thompson estavam no mesmo segundo, enquanto Lloyd já estava dois segundos atrás dos líderes e dois segundos a frente de Gabin e do resto do pelotão, que se separava aos poucos em suas brigas individuais. Duas voltas depois, Lastochkin esbarra no muro da saída da curva oito, quebra sua suspensão e abandona a prova, causando um pequeno rebuliço no pelotão enquanto andava lento até os boxes. Nisso, Yufeng passa Rickards e assume o sexto posto e Megennis ganha três posições, avançando para o nono lugar.

Nessa mesma volta, Martin passou do limite colocando o carro muito por dentro na curva oito, seu carro escorregou e foi para o muro na saída da curva. Rickards não consegue desviar e toca no carro de Martin, avariando suas asas dianteira e traseira, mas continuando na prova mesmo lento. Bandeira amarela com Franzoni na ponta, seguido por Thompson, Lloyd, Gabin, Yufeng, Megennis, Rickards, Dickerson, Das e Cane.

Relargada na volta 17. Franzoni larga bem e deixa Thompson para trás, brigando com Lloyd, Gabin, Lu e Megennis. Na reta oposta, Lloyd consegue colocar por dentro de Thompson, frita os pneus na entrada da curva três e assume o segundo lugar, com Megennis também conseguindo passar Yufeng e entrando no top 5. Na mesma curva três, Kohl consegue passar por fora Austin McCusker e assumir o décimo posto.

Franzoni conseguiu largar muito bem e na volta 18 já tinha um segundo e meio de diferença para o líder do campeonato e, administrando a diferença, vence a primeira prova em Toronto! Lloyd passa em segundo, seguido por Thompson, Gabin e Megennis!  Kohl passa em décimo lugar!

Pódio e victory Lane com Franzoni no uniforme vermelho que é bem melhor que o azul.
Com essa vitória, o brasileiro chega mais perto dos líderes no campeonato. Ele está em terceiro lugar com 206 pontos, 18 pontos a menos que o vice-líder Anthony Martin e 33 pontos a menos que o líder, Parker Thompson.

A próxima prova acontece no domingo de manhã. A prova de sábado pode ser assistida no link do stream da Indy pelo Youtube. Até mais!!
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário