• Andretti e UFD voltam a parceria em Phoenix. Ninguém entendeu o que está acontecendo.

    A United Fiber & Data estampará sua marca no carro de Marco Andretti em quatro corridas, além de alguma coisa com o carro de Hunter-Reay durante o ano. Será que esse patrocínio causará dor de cabeça novamente para Michael Andretti?
    A Imagem que confundiu o mundo da Indy essa semana.
    Sério, alguém me explica? A United Fiber & Data, empresa especializada em comunicação, aparentemente, volta às pazes com a Andretti Autosport. A marca será estampada no carro de Marco Andretti nas etapas de Phoenix, Long Beach, Pocono e Boston, além de aparecer com uma logo pequena no carro do Hunter-Reay. Agora, o que mais causou confusão na notícia é o passado entre a equipe e a empresa.

    UFD no pescoço do Andretti em 2013.
    Essa parceria começou em 2013, patrocinando o carro do Marco Andretti em algumas provas (igual esse ano, coincidentemente), com promessas de expansão para os anos seguintes.

    No ano seguinte, a UFD fez um grande investimento na Andretti. Patrocinou o carro de James Hinchcliffe durante a temporada toda. A UFD também estampou sua marca na Indy Lights com o carro de Matthew Brabham e nas corridas americanas da Stadium Super Trucks, no caminhão/pick up/aquele negócio de EJ Viso. 

    Também haviam novas promessas de expansão para 2015, compactuando com o desejo de Michael Andretti de colocar cinco carros no grid a temporada toda, mas nada disso deu certo, algo de muito errado aconteceu e a parceria foi toda desfeita. Como consequência, James Hinchcliffe teve de sair da equipe e migrou para a Schmidt-Peterson para que a Honda não perdesse mais um piloto para a Chevrolet no ano passado, mas Matthew Brabham e EJ Viso rodaram sem dó e tiveram de parar suas carreiras. A equipe da Andretti correu com apenas três carros a maior parte da temporada, e seu programa da Indy Lights sofreu tantos cortes que quase não houve equipe na categoria de acesso aquele ano.
    UFD defendendo com unhas e dentes que não sairia da Andretti em 2015.
    Daí, depois de um ano, ambos voltam a reatar laços como se nada tivesse acontecido. Não foi um simples calote ou falta de pagamento pois, no início de 2015, a UFD ainda defendia com unhas e dentes sua permanência na Andretti, ao ponto de brigar com fãs via twitter e desmentir várias notícias que já apontavam ela fora da equipe. Foi algo tão estranho que nem Robin Miller, da RACER, descobriu o que aconteceu.

    Bem, vamos ver o quão duradoura é a parceria agora...


    Fonte: RACER e Motorsport.


  • POSTAGENS RELACIONADAS

    Um comentário:

    1. Estranhíssimo mesmo. Em entrevistas o Michael deu algumas indiretas (nem tão indiretas) usando palavras bem fortes sobre não receber dinheiro de acordos para justificar a redução das operações. Tomara que dê certo esse ano com essa linda pintura de volta

      ResponderExcluir