USF2000: Cape já definiu a dupla campeã de 2016. São dois loiros de olhos azuis.

A equipe que levou os últimos cinco campeonatos do primeiro degrau na categoria de base da Indy, a USF2000, já definiu sua dupla principal para vencer o campeonato do ano que vem. Diz a lenda que é uma dupla com mesma habilidade do ano passado.

A Cape Motorsports feat. Wayne Taylor Racing divulgou no fim do ano passado, mais exatamente no dia 23 de dezembro (e este é o motivo pelo qual eu não tinha percebido a notícia, quem sonha em anunciar as coisas tão perto do Natal?) que sua dupla de pilotos para 2016 será toda internacional. O canadense Parker Thompson e o russo Nikta Lastochkin (sim, é homem apesar do nome de mulher) correrão nos caros brancos dos irmãos Cape nesse ano.

Parker Thompson, ao meu ver, foi a principal revelação da USF2000 em 2015. O canadense correu pela razoável JDC e fez um campeonato muito digno, várias vezes sendo o melhor novato nas provas, já que os veteranos simplesmente disparavam na frente, e conseguindo um ótimo quinto lugar no campeonato. Agora que vai para a equipe que, muito provavelmente, ganhará o campeonato desse ano, tem muito a mostrar e alavancar a carreira.


Os resultados de Nikita são mais modestos, mas o russo tem bem menos tempo de carreira nos monopostos. Entrando nos monopostos em 2013, foi um dos vários que estreou na USF2000 no ano passado, e pela estreante Team Pelfrey. Apesar de nenhuma vitória, nenhum pódio e um Top 5 conquistado na última corrida do ano, o russo foi um dos mais regulares no ano e não abandonou uma prova sequer, o que lhe rendeu o oitavo lugar no campeonato. O campeão do ano passado, Nico Jamin, tinha resultados parecidos antes de entrar na Cape e AOMILHAR a concorrência com sua regularidade monstruosa, quem sabe o raio não cai duas vezes no mesmo lugar.

Os irmãos cape declararam que ainda estão abertos a negociação de um terceiro carro, mas que para ocupá-lo será necessário que o piloto traga um certo aporte de dinheiro. Algo similar a 2014, quando Keyvan Soori entrou aos 14 anos trazendo a parceria de um frigorífico alemão.

A dupla realmente é promissora, e os irmãos Cape acertaram em cheio nas escolhas. Se os dois meninos continuarem a mostrar bons resultados e conseguirem um apoio razoável, podem pintar na Indy em alguns anos. Talvez tivessem escolhas melhores, como apostar novamente em Aaron Telitz ou apostar nos novatos Anthony Martin ou Luke Gabin, mas elas não tiram o mérito dos jovens que ali estão para correr nese ano.


Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário