O bloco de multas da INDYCAR apareceu hoje de novo. Hélio Ganha cinco pontos.

Com duas corridas no fim de semana, as punições e multas vieram em dobro, mas o tópico mais importante foi uma revisão de uma punição que aconteceu a quase um mês atrás.


Como acontece toda quarta-feira pós corrida, a INDYCAR divulga  as punições e multas que são aplicadas na corrida do fim de semana anterior, mas na divulgação da rodada dupla em Detroit, tivemos uma surpresa.

Na etapa de Indy no misto, Hélio Castroneves recebeu uma punição de oito pontos no campeonato por ser culpado no acidente da largada, acidente que a INDYCAR considerou evitável.  Bem, a Penske recorreu do resultado, alegando que Ryan Hunter-Reay foi punido em NOLA pelo mesmo motivo e perdeu apenas três pontos. A INDYCAR  achou plausível e, na sua busca por uma padronização maior nas punições, devolvei cinco pontos ao brasileiro.

Agora Helinho está empatado com Dixon no número de pontos, cada um tem 211, mas como o neo-zelandês tem uma vitória, ainda fica no terceiro lugar, enquanto Hélio permanece no quarto posto. Gigantesco combo de vírgulas nessa frase.

Dito isso, vamos as multas aplicadas em Detroit:

  • Stefano Coletti permaneceu muito rápido em uma das bandeiras amarelas na prova 2 (ele não reduziu a velocidade em mais de 15%, como manda a regra 7.1.3.3) e a KV recebeu multa de US$ 10.000, além de Coletti ficar sob observação por três provas.
  • Sage Karam foi considerado culpado por uma acidente evitável em Jack Hawksworth, e agora está sob observação da INDYCAR por cinco corridas. Caso saia da linha ele será preso punido com pontos que nem os outros.  Essa é a quarta punição de Sage Karam em um fim de semana, deve ser um recorde na Indy.
  • A Chip Ganassi foi multada por um dos caras que segura a mangueira de combustível estava com a viseira levantada durante o pit stop. como é a terceira punição técnica da equipe no ano, ela foi multada em US$ 1.000 ao invés dos típicos US$ 500.
  • A Schmidt-Peterson foi multada pelo mesmo motivo da Ganassi, mas só em US$ 500 pois é a primeira infração técnica da equipe.
  • A Penske também recebeu multa de US$ 500 por infração técnica. Um dos mecânicos da equipe não vestia a balaclava durante a prova.
Já no âmbito das montadoras, a Honda perdeu 20 pontos pelo motor estourado de Carlos Muñoz na segunda prova (todos os motores que apresentarem falhas graves durante o fim de semana de provas geram punição de vinte pontos pra montadora, regra 10.6.4.3). Com isso o campeonato de fabricantes está 777 para a Chevy e 758 para a Honda.

Quantas punições será que vem pro Texas??
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário