Treinos da Pro Mazda e USF2000: tem tanta cara nova que parece até outra categoria

Correr em Indianápolis sempre atrai atenções, e o grid das duas primeiras categorias de acesso do Road to Indy sofrem um aumento de grid. Esse ano, no primeiro dia de testes, não foi exceção e vemos um monte de cara nova no padoque.
Victor Franzoni é uma das novidades, subindo pra Pro Mazda e, graças aos deuses, sem aquela pintura da Brawn horrorosa.

Pro Mazda

Temos algumas novidades na rodada tripla da Pro Mazda nesse fim de semana. Temos dois novos pilotos para a categoria principal e um monte para a categoria velho expert.

WTF Scott Hargrove voltando pra Pro mazda depois de correr na Lights.
A principal  mudança é a subida de Victor Franzoni, saindo da falida Afterburner para a Pro Mazda, na M1 Racing. É a primeira vez no ano que a equipe alinha um carro para a categoria principal esse ano, antes alinhando bólidos apenas para Jay Horak na categoria expert. 

Outra novidade é a mudança de Raoul Owens, que saiu da JDC Motorsports e subiu de nível, para a Team Pelfrey que vem disputando pódios e vitórias. Em seu lugar na JDC surgiu o veteraníssimo Scott Hargrove, já que a JDC está desfalcada sem Raoul Owens e de Michael Johnson, que ainda se recupera de um acidente sofrido na primeira etapa em St. Petersburg.
Os novatos de mais de 30 anos.

Vinte e dois carros correndo na Pro Mazda. São cinco carros a mais do que a rodada passada, em NOLA. Isso acontece porque a fórmula Mazda, antiga categoria da SCCA mas que vinha minguada com média de seis carros por rodada, foi descontinuada para 2015.  Com isso, muitos pilotos de mais idade e que tem carro que é incluído na Pro Mazda se aventuram por Indianápolis.

Temos cinco pilotos na categoria expert, para pilotos com mais de 30 anos. além do sempre presente Bobby Eberle e do nem sempre tão presente assim Jay Horak, a M1 Racing alinha um carro extra para o portorriquenho Carlos Conde, Bob Kaminsky (52 anos) alinha um carro para si próprio e a JDC entra na onda de alinhar carros na categoria expert para ganhar dinheiro de pilotos velhos, alinhando um carro para Kevin Davis.


USF2000

A categoria sofre um arrocho no número de participantes. Começaram com dezoito participantes na rodada de abertura, mas já tinha apenas quinze na rodada dupla de Barber.  Mas, no fim de semana que a categoria recebe mais atenção em todo o ano, o número de pilotos tende a aumentar.

Bill Abel, 40 anos estreando na USF2000.
A Swan Motorsports, equipe que comprou o espólio da Belardi que não corre mais na USF2000, finalmente percebeu que o campeonato da USF2000 começou e mandou algum carro para correr em Indianáplois e quem sabe se empolga pra correr o resto do ano. O piloto da equipe será Tyler Hunter, que disputou a Fórmula Atlantic no ano passado pela equipe, e terminou o campeonato na oitava posição (a frente de Ethan Ringel, que disputa a Indy Lights).

E a JDC Motorsports terá um segundo carro esse fim de semana para Sam Chastain. O americano pilotou pela F1600 americana e canadense no ano passado por equipe própria, e agora quer ver se engrena sua carreira na USF2000.

E tem Bill Abel, da Abel Motorsports. Essa é uma daquelas figuras aleatórias que aparecem na USF 2000, como Andrew List e M2 Autosport.

Com essas três entradas e Victor Franzoni passando para a Pro Mazda, a categoria utilizada como primeiro nível no Road to Indy se mantém com 17 carros. Veja os tempos feitos nessa quarta-feira:


As corridas da Pro Mazda começam já amanhã as cinco da tarde, com mais duas corridas de meia hora de duração na sexta e no sábado. A USF2000 também tem duas rodadas de meia hora no fim de semana, uma na sexta-feira e outra no sábado.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário