Pagenaud lidera treino e Newgarden dá duplo Twist carpado.

Penske dominando novamente, voos e gente nova na frente. Mais um dia normal nos treinos da Indy.


O dia começou com novidades mesmo antes do início do treino. Primeiro, a Simona de Silvestro voltou a pista; depois de seu carro pegar fogo, ele foi arrumado e a piloto, que já estava bem desde ontem, pode voltar a pista. A suíça voltou com tudo e completou quase cem voltas no oval de 2,5 milhas, mas não conseguiu grande tempo e terminou o dia no 27º lugar.

Vaituer é o oitavo piloto a andar na Dale Coyne esse ano.
Vimos também Tristan Vautier no #19 da Dale Coyne. O francês irá testar com o carro de James Davison e fará os treinos classificatórios no lugar dele, já que Davison corre a rodada do Pirelli World Challenge em Mosport nesse fim de semana e não pode (tentar) classificar seu carro para a maior corrida do mundo. Vautier fechou o dia completando 93 voltas e terminando no 24º lugar.

E, por fim, o último convidado chegou a festa. Buddy Lazier chegou com seu carro #91 e nove membros da equipe, para começar finalmente seus treinamentos em Indianápolis. O americano começará sua 24ª tentativa de se classificar para a Indy 500 tarde devido ao acordo que o piloto/dono de equipe fez discriminava que o piloto não andaria mais que 1500 milhas, para que o motor recauchutado não arregue.

Lazier hoje deu apenas dez voltas, apenas para se certificar que o motor funciona mesmo e que o carro não se despedaça quando anda a mais de 200 milhas por hora.
A mistura de branco, azul bebê e laranja voltou a nos assombrar esse ano. Pelo menos não tem mais lilás.
O dia começou nublado e quase sem carros na pista, e antes da primeira hora de treinos tivemos a primeira bandeira amarela para inspeção da pista. Ao sair novamente a bandeira verde, parece que o povo finalmente se tocou que o treino começou e muita gente foi pra pista.  No virar da primeira hora, Kimball fez a melhor média em 226,256 mph.

Com uma hora e meia de treino, Carpenter passa a ser o líder com 226,675 de média, mas isso antes da Penske entrar na pista. Logo nas primeiras dez voltas de seus três pilotos, Pagenaud faz a melhor média fora do vácuo de todos os treinos, e a melhor volta do dia até então (227,628 mph), dez minutos depois o francês da Penske consegue pegar o vácuo de um carro e faz a melhor média de toda a quinta-feira, 228,793 mph.
Penske ainda domina, hoje foi o dia do Pagenaud.

Alguns momentos em bandeira amarela por sujeira na pista e o treino chega a sua metade. Até então, 33 carros já tinham andado no treino de hoje, apenas Pippa Mann não andou, pois seu carro ainda está sendo consertado.Na terceira hora de treinos livres, vemos James Hinchcliffe andando no carro de Conor Daly,pois o rendimento de Hinch nessa semana está muito aquém do esperado; na esperança de achar algum problema em seu acerto, o canadense andou em outro carro da equipe para comparar com o seu próprio carro.

Passou-se mais uma hora e a quantidade de carros na pista foi diminuindo, até no final da quarta hora ter apenas Carlos Muñoz e Carlos Huertas na pista, fazendo voltas sem vácuo. Quando o relógio virou para a hora final, os pilotos saíram novamente para a pista, para das suas famosas voltas rápidas.  Logo de cara, Karam e Dixon assumem fazem a segunda e terceira melhores voltas, respectivamente.

Quando faltavam 40 minutos para o fim do treino, aconteceu o acidente mais forte do dia. Josef Newgarden escapou na saída da curva um, deu um 180, bateu no muro e decolou, num acidente muito parecido com o de Hélio Castroneves ontem. o diferencial é que o piloto deslizou de ponta-cabeça por mais 150 metros, até entrar na área de escape interna da curva dois.




O piloto saiu andando do carro, passa bem e já deu entrevista dez minutos depois do incidente. O maior problema é seu carro, talvez o piloto da CFH Racing tenha que pilotar o carro reserva no treino mais importante antes do treino classificatório. 

No fim do treino só tinha Honda (e o Tony).
Outro ponto é que, talvez, tenha se acendido uma luz amarela nos carros da Chevy. Esse é o segundo caso em que bastou o carro virar de traseira para a pista para ele decolar, e isso pode ser alguma falha nos kits aerodinâmicos que a fabricante de motores produziu para os ovais. Essa é uma preocupação real, tanto é que a grande maioria dos carros Chevy não saiu para a meia hora final de bandeira verde hoje.

Com pista praticamente da Honda, Muñoz e Marco Andretti melhram suas médias a ponto de entrar entre os dez primeiros, mas o tempo mais rápido permaneceu com Simon Pagenaud.  Abaixo tem a tabela de médias de velocidade (em milhas por hora), onde BTS é a melhor volta com vácuo e NTS é a melhor volta sem vácuo.

Amanhã é o dia do Fast Friday, dia em que os pilotos finalmente poderão treinar com a potência extra no turbo, do mesmo modo que vão classificar no sábado e no domingo.  Voce pode acompanhar tudo que acontece amanhã a partir das 13 horas de Brasília, pelo racecontrol.indycar.com. Até mais!!
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário