Pagenaud é novamente o mais rápido no Fast Friday.

O dia de treinos onde os pilotos tem 50 cavalos a mais em seus motores passou sem incidentes, Simon Pagenaud faz a volta mais rápida dos treinos livres, antes do treino classificatório. Mas isso não é importante.

Vou passar meio rápido pelas novidades do dia, pois tenho que fazer um balanço e falar pra vocês quem são os favoritos e quem pode rodar no Bump Day. Afinal, eu não fiz esses resumos todos pra não falar nada no final. Acompanhe os tuítes das novidades:

A da direita é a que foi banida, a da esquerda é a que pode.
Primeiramente, a Chevy anunciou pela manhã que não mudará os carros até terminar as 500 milhas de Indianápolis. E, em contrapartida a decisão da montadora, a INDYCAR proibiu os sidepods especiais que a Chevy usaria apenas nos treinos.

como resultado, o carro da Chevy volta a ser como foi apresentado antes, com os sidepods separados.

Algo que não chega tanto a ser novidade assim, é que finalmente o carro da Pippa Mann está reconstruído, e a moça até já foi pra pista com ele ontem no finzinho da tarde e ficou com o penúltimo tempo a frente apenas de Buddy Lazier.

No treino também vimos algo não muito comum nos treinos das 500 milhas. Ryan Hunter-Reay foi pra pista com seu carro, mas com as asas do carro de Carlos Muñoz. Provavelmente, isso foi para entender melhor o acerto do colombiano, que está voando na pista enquanto seus companheiros de equipe sempre ficam no meio do bolo, mas o normal é que Hunter-Reay andasse no carro #26 de Muñoz, e não colocar as asas de Muñoz em seu carro. Fica o registro inusitado.

Ainda na parte de Aerokit, a Honda resolveu retirar as aletas laterais de seus carros para o treino classificatório, a fim dos carros terem ainda menos pressão aerodinâmica e rodarem ainda mais rápidos. Desse modo, os dois carros vão para a pista nos treinos ainda bastante diferenciados,e a montadora nipônica parece realmente estar um pouco mais rápida sem o adereço em sua traseira.

Mas não foi rápida o suficiente para retirar o domínio da Chevy. Ela fez os três melhores tempos do treino tanto no vácuo quanto fora dele, mas esse tempo está menos de uma milha mais rápido que o feito por Carlos Muñoz na quarta-feira, quando era esperado fazerem de dois a três milhas mais rápido. O tempo de Pagenaud é até mais lento do que o feito no ano passado, o que foi surpreendente e decepcionante.

Abaixo estão os tempos obtidos hoje, e a partir daqui já começo minha análise. Os tempos mais rápidos são legais e tal, mas para o treino classificatório, quero que você preste atenção na coluna em vermelho, que são os dados dos tempos SEM o vácuo. Como no treino classificatório não tem vácuo do carro da frente, eles serão mais importantes para nós nesse sábado e domingo.


Primeiramente, ainda vemos uma Chevy muito mais bem acertada do que os Honda. Dos dez primeiros, apenas Gabby Chaves e Graham Rahal ficaram entre os dez primeiros, com todos os oito carros restantes sendo Chevy. 

Pra mim, parece bem claro que um carro Chevy fará a pole, e ficaria um bocado surpreso se alguém mais além de Muñoz entrar no Pole day pela Honda. Até a Honda sabe disso, pois fez um aerokit mais voltado para as corridas e para o jogo de vácuo.

Quem parece muito bem e deve conseguir a pole: Scott Dixon, que foi o início a virar 230 mph sem vácuo algum; os carros da Penske, que estão fortes desde quando começaram a correr; Tony e Karam da Ganassi; e Townsend Bell, que é experiente e vem virando boas médias. Talvez algum carro da CFH entre no Pole Day, mas não fará muito mais que isso, enquanto Carlos Muñoz também deve entrar, e talvez arrastar algum carro da Andretti consigo. Rahal, Servià e Gabby Chaves correm por fora, e se alguém além desses entrar no Pole Day é pura zebra.
Michel Jourdain Jr. O último piloto a ser bumpeado na Indy 500.
No Bump Day que acontece já amanhã, temos cinco candidatos a ficar fora da Indy 500:

- James Jakes: como a maioria dos ingleses, ele não anda muito bem de ovais, e a Schmidt-peterson não parece se achar muito nesse tipo de pista desde que eles competem na categoria por tempo integral. Seria irônico para uma equipe que corria só indy 500 até 2010.

- Bryan Clauson: O moço advindo da USAC vem enfrentando muitos problemas com o acerto do seu carro da Jonathan Byrd's desde o começo dos treinos.

- Tristan Vautier/James Davison: Dale Coyne + toda essa parada de um cara entrar no carro apenas na quinta-feira para tentar classificá-lo, e mal dar voltas nele.

- Pippa Mann: Dale Coyne + Ela bateu forte na quarta e teve seu carro arrumado só no final da tarde de sexta, caso a moça estivesse se concentrando em setups para a corrida e não para o treino classificatório a inglesa vai ter bastante problemas.

Mas nenhum deles terá mais trabalho que Buddy Lazier. O moço entrou para sua 24ª tentativa de classificação para Indy 500 sem muita certeza, pois ele tinha carro, tinha mecânicos e apoiadores mas não tinha motor. Conseguiu só um motor, e com o acordo de não andar mais de 1500 milhas com ele, pois certamente ele quebraria. Buddy deu só 18 voltas nos dois treinos que participou, e nem chegou a marca de 220 mph. Ele tem o dia inteiro de sábado pra fazer algo e melhorar, mas temos aí mais um candidato a Michel Jourdain Jr. de 2015.

O treino que define os 33 que largam e os 9 que farão o Pole Day amanhã começa ao meio-dia de Brasília, e termina as 18h50. No Racecontrol.indycar.com tem tabela de tempos, grid interativo e uma transmissão toda pra você, e o Bandsports transmite a última hora de Bump day, até lá!!
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário