Lights: Harvey e Rayhal vencem, mas Jones sai como vencedor.

O veterano da Schmidt-Peterson e o surpreendente novato da 8 Star vencem na corrida mista em Indianápolis, mas Ed Jones é quem volta pra liderança do campeonato.

Treinos

Desde o primeiro treino livre viu-se que seria um fim de semana muito equilibrado no Indianápolis Motor Speedway. Os dois pilotos da Carlin (Ed Jones e Max Chilton), os dois principais pilotos da Schmist-Peterson (Jack Harvey e RC Enerson), Spencer Pigot e Sean Rayhal estiveram separados por meio segundo ou menos na maioria dos treinos livres.

A Andretti teve o pior fim de semana da sua história na Lights,
e olha que a equipe já andou com Sebástian Saavedra.
Na quarta Jack Harvey liderou pela manhã e Spencer Pigot no treino a tarde, e na quinta feira Ed Jones e Max Chilton lideraram. Quatro pilotos diferentes liderando os treinos livres demonstraram duas coisas: o fim de semana seria equilibrado, e o treino classificatório prometia.

Aqueles que nos acompanham já sabem: as duas corridas teriam o grid decidido no treino classificatório, onde a melhor volta decidiria o grid da primeira prova e a segunda melhor volta de cada um decide o grid da segunda prova. 

Na primeira saída de todos, Ed Jones liderava o treino, com Max Chilton em segundo e Spencer Pigot em terceiro, mas tudo mudou quando os pilotos partiram para uma segunda rodada de voltas. A pista se mostrou em melhores condições e todos fizeram suas duas melhores voltas no fim do treino. Ed Jones fez uma volta ainda melhor, na casa de 1:15.2, mas Jack Harvey achou uma volta voadora e com 1:15.0 conseguiu a pole para a primeira prova, com Ed Jones em segundo e Sean Rayhal em terceiro nos segundos finais; para a segunda prova Ed Jones ainda detinha a segunda melhor volta e conseguiu a pole, com Rayhal em segundo e Chilton em terceiro.

Corrida 1

No fim da tarde de sexta foi realizada a primeira prova, com Harvey na ponta seguido por Jones, Rayhal, Chilton, Enerson e Pigot.
Carlin ainda garoteia na largada.
A primeira largada foi abortada, pois o pole position saltou muito a frente no início, mas na segunda vez tivemos largada. Novamente Harvey pula na frente, Ed Jones não larga muito bem novamente e o piloto da 8 Star aproveita para tomar a posição do dubaiense líder do campeonato.  Harvey e Rayhal trazem RC Enerson, que chega a assumir a liderança da prova por alguns momentos, mas o grodinho passa reto na curva um, passa pela grama e volta na sexta posição.

Seguindo na primeira volta, Juan Piedrahita e Kyle Kaiser disputavam a sétima posição lado a lado, quando Félix Serralles conseguiu emparelhar com os dois na reta oposta. Na freada, o carro de Serralles toca roda com o carro de Kaiser, que acaba tocando também no carro de Piedrahita e os dois rodam. Kaiser fica parado ali mesmo, enquanto Piedrahita consegue voltar aos pits. Bandeira amarela.

Demorei nas explicações da primeira volta porque, bem, não teve muito mais ação na prova.  Tivemos a relargada na volta seis (de trinta totais) com Harvey na ponta, seguido por Rayhal, Jones, Chilton, Anderson, Enerson, Ringel, Blackstock e Pigot, que também garoteou na largada.

Na relargada, RC Enerson consegue passar Anderson e assume a quinta posição, e Pigot recupera a oitava posição em cima de Blackstock. A corrida amornece, pois Harvey consegue ser constantemente mais rápido que Rayhal e começa a construir uma diferença para o carro laranja e preto, que segurava a dupla da Carlin atrás de si.

Algumas voltas depois, na volta 17, Ethan Ringel abandona com problemas no motor, e Pigor herda o sexto lugar dele. O americano novato segura tanto Ed Jones quanto Max Chilton. Ambos os carros da Carlin pareciam mais rápidos e Jones chegou a colocar de lado em alguns momentos na entrada da curva um, mas não conseguia completar o movimento de ultrapassagem e acabou encaixotado entre Rayhal e Chilton.  Lá na frente, Harvey era de três a quatro décimos mais rápido e logo se distancia de Rayhal, abriu uma distância tranquila e vence a prova!

Resultados e Harvey comemorando, pois me recuso a colocar uma foto dele com o boné pra trás.

Corrida 2

No dia seguinte, a corrida final do fim de semana da Lights. Ed Jones larga na ponta, com Rayhal em segundo, Chilton e Harvey na segunda fila e Enerson e Pigot na terceira fila.
Essa calma dura nem duzentos metros.

A largada não é tranquila dessa vez. Novamente ed Jones não larga bem e perde a ponta para Rayhal ainda no meio da reta principal, ele e Harvey disputam a freada pela segunda posição, mas o dubaiense da Carlin roda e acaba no fim do grid. Há uma pequena confusão entre as curvas um e dois, mas mais ninguém bate e todos passam relativamente ilesos.

A ordem no fim da primeira volta é Rayhal, Harvey, Serralles, Kaiser, Piedrahita, Enerson, Chilton, Pigot, Anderson, Blackstock, Ringel e Jones.

Nesse momento a pouca estrela de Ethan Ringel brilha. Na terceira volta, americano advindo da Fórmula Atlantic ultrapassa Blackstock na entrada da curva um e passa Scott Anderson na reta oposta, assumindo o nono posto e indo para cima de Pigot na volta quatro. Mas naquele momento sua estrela acaba e os dois acabam se tocando.  Pigot abandona ali mesmo, enquanto Ringel consegue voltar. Bandeira amarela.

Relargada na volta sete, com Rayhal na ponta, seguido por Harvey, Serralles, Kaiser e Enerson. Na relargada, Jack Harvey erra na curva um e cai para o quarto lugar, passando Serralles a vice-liderança, enquanto Enerson passava Kaiser pelo quarto lugar.

Lá na frente Rayhal, Harvey e Kaiser abriam distância.
Na volta seguinte Enerson consegue passar Serralles, e assume o terceiro lugar na prova.  Ela amornece um pouco, com Rayhal abrindo um pouco de diferença para Harvey, que abre um pouco de diferença para Enerson, que consegue abrir distância para Serralles, Kaiser e o resto do pelotão.

No resto do pelotão supracitado, o carro de Ed Jones vai se recuperando. O dubaiense é de quatro a cinco décimos mais rápido que todos os outros pilotos do pelotão, e o escala, passando do nono lugar na relargada (volta 7) para o sexto lugar na volta 14. 

Já após a volta vinte, tanto Félix Serralles quanto Kyle Kaiser começa a sofrer com o desgaste de pneus e a andar mais lento. Nessa oportunidade, Max Chilton e Ed Jones passam os dois e sobem para o quarto e quinto lugares, partindo a caça de Enerson e Harvey.

Kaiser era deixado pra trás.
Mais a frente, na volta 30, Serralles, já na sétima posição da prova, tem problemas e, ao entrar no pit lane, erra, passa direto e abandona a prova na caixa de brita. Sem bandeira amarela, e acho que essa foi a frase que mais coloquei vírgulas na história do Indy Center Brasil.

Tudo se seguia tranquilo, com Rayhal a dois segundos de Harvey, que etava a um segundo e meio de Enerson e a quase três segundos dos carros da Carlin, quando o carro do inglês da Schmidt-Peterson fica com o nível de combustível muito baixo e o piloto é obrigado a se arrastar por meia volta final, perdendo o pódio e completando no quinto lugar. 

Ed Jones se recupera e passa a linha de largada/chegada no quarto lugar, pouco atrás de seu companheiro Max Chilton, que consegue seu segundo pódio. No segundo lugar, passa um contentíssimo RC Enerson, só não mais contente que Sean Rayhal, que vence!!!

Destaque final para o show que a 8 star Motorsports deu em sua primeira vitória. O dono da equipe, Enzo Portolicchio, desatou a chorar e abraçar seu piloto (só o largou para ele subir ao pódio), Rayhal deu os famosos zerinhos na frente da reta principal, enquanto seus mecânicos (alguns sem camisa e, dizem, um sem calça) corriam em direção ao carro.

De cima para baixo: resultados, Enzo portolicchio quase beijando seu piloto,
Rayhal dando zerinhos, os mecânicos (vestidos) dando o beijo no Brickyard
e o pódio.
 Essa é a primeira vitória da 8 star Motorsports, apenas sete corridas depois de sua estreia.

Com aquele incidente na última volta da última prova, Ed Jones ainda é o líder do campeonato com 166 pontos, apenas quatro pontos a frente de Harvey e onze pontos a frente de Spencer Pigot.

A próxima etapa ocorre dia 22 de maio, sexta-feira que vem, no oval de Indianápolis.

Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário