Varais não são mais permitidos na Indy, mas Chevy nem se abala.

A INDYCAR, após as duas primeiras provas do ano, anunciou mudanças nos aerokits da Chevrolet e da Honda, válidos já pra Long Beach.

Na sexta-feira a Indycar já tinha autorizado a Honda a fazer modificações em seu aerokit, e essas mudanças se estenderam a Chevy essa semana, para que eles não se desmanchem a qualquer toque e para melhorar a segurança em si, lembrando que uma dessa peças voou bem longe e acertou uma moça.

A Indycar pediu mudanças na asa dianteira dos carros Chevy, pedindo para a fabricante retirar ou reforçar o apêndice que fica mais proeminente. Além de pedir a Honda um reforço maior nas proteções das rodas traseiras.

Como resultado, veremos os carros da Chevrolet sem aquela peça da frente que rendeu alguns apelidos e memes sobre seus carros: antenas de formiga, chifres e a lenda de que os carros da Chevy conseguiam pegar internet via rádio. A mudança da Honda é menos perceptível, sendo observável apenas quando se vê o carro de traseira e se reparar muito bem.
O intuito é que a peça da honda fique que nem a da Chevy e permaneça inteira.
Essas mudanças serão realmente testadas nas corridas. O apêndice da Chevy caía a cada toque que seus carros davam, forçando trocas de bico desnecessárias e sujava a pista com detritos; enquanto a proteção da asa traseira da Honda se explodia em mil pedaços a cada toque, similar a seu celular quando cai no chão e voa pedaço para todo lado.

E essas duas mudanças não mudaram muito o panorama no desempenho. A Chevy continua aomilhando a Honda, onde cinco dos seis primeiros no treino classificatório foram da fabricante americana.

Agora é aguardar o quanto essas mudanças serão efetivas durante as provas.

Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário