Lights: Ed Jones vence em Long Beach mas não sobra como antes.

O Dubaiense venceu mas não teve vida fácil no fim de semana em Long Beach. Jack Harvey, os pilotos da Juncos e principalmmente Felix Serralles tornaram a vida do piloto da Carlin muito mais complicada do que em St. Petersburg.
A diferença começou logo na sexta-feira, quando Spencer Pigot (Juncos Racing)  e Max Chilton (Carlin) conseguiram fazer frente de Jones tanto no primeiro quanto no segundo treino livre. 

No treino classificatório, quem chamou a atenção foi Jack Harvey (Schmidt-Peterson). O veterano inglês fez a volta mais rápida já depois da bandeira vermelha e assegurou a pole position fazendo uma volta menos de um décimo mais rápida que Spencer Pigot. O segundo piloto da Juncos, Kyle Kaiser, fez a terceira melhor volta, muito pouco a frente do então líder do campeonato, Ed Jones.  Max Chilton teve problemas logo no início do treino e não conseguiu fazer boa volta rápida, tendo de largar da penúltima fila. 

Corrida

A corrida em Long Beach foi muito mais animada que a de St. Petersburg, e a largada nos provou isso. Jack Harvey e Spencer Pigot passaram toda a reta curva lado a lado, mas na freada da curva um Kyle Kaiser esqueceu qual o pedal do carro que freia e fez um kama-sutra em Jack Harvey. Spencer Pigot quase não consegue desviar e perde algum tempo voltando pro traçado. 

Poucos metros depois, Juan Piedrahita roda sozinho de forma bizarra. Depois de tanto acidente, só restou a direção de prova acionar a bandeira amarela. Jack Harvey consegue voltar depois de cinco voltas, para tentar marcar alguns pontos e não ter um fim de semana tão desastoroso, enquanto Piedrahita consegue voltar e ficar no fim do pelotão, mas na meama volta do líder.

Relargada na volta quatro de 42 voltas igramadas com Félix Serralles (!!) na ponta, seguido por Ed Jones, RC Enerson (!!), Scott Anderson (!!!) e Spencer Pigot. Mas essas posições duraram bem pouco. Logo na linha de chegada Jones se posiciona a frente de Serralles. O portorriquenho tenta se recuperar algumas curvas depois, mas não houve chances e o piloto da Carlin assumiu a ponta.  

Ele e Serralles conseguem abrir maior vantagem para Enerson, Anderson e Pigot. O californiano campeão da Pro Mazda no ano passado conseguiu passar os dois pilotos da Schmidt-Peterson e assumiu na volta 11. Pigot conseguiu descontar a diferença de dois segundos para Serralles em apenas três voltas, e na freada da curva oito conseguiu assumir a vice-liderança da prova, partindo a caça de Jones.
Nesse meio tempo os dois carros da Andretti tiveram problemas de câmbio. Shelby Blackstock passou várias voltas nos boxes, mas conseguiu voltar. Matthew Brabham não teve a mesma sorte, e teve de abandonar na área de escape da curva quatro.
Blackstock (à esquerda) e Brabham (à direita) numa Andretti cheia de problemas.
Com esses "abandonos", havia apenas oito carros na mesma volta do líder. Além dos cinco primeiros já mencionados, Max Chilton assumia o sexto ligar, a frente de Ethan Ringel e Juan Piedrahita. Na volta 17, Scott Anderson erra no Hairpin, perde muito tempo voltando pra pista e cai para o sétimo lugar, atrás de Chilton e Ringel.

Quatro voltas depois, acontece a segunda bandeira amarela. Jack Harvey vinha na sua, a cinco voltas do líder, iria tentar descontar uma volta de Juan Piedrahita e colocou por dentro na curva sete mas não conseguiu frear e parou na barreira de pneus. Piedrahita ficou sem espaço para fazer a curva e também ficou na barreira, mas conseguiu voltar para a prova cinco voltas depois, enquanto Harvey abandona ali mesmo.
Bandeira Verde com Jones na ponta, seguido de perto por Pigot e mais distante por Serralles, Enerson, Chilton, Ringel e Anderson.

Infelizmente, a corrida daí pra frente amornece. Jones, Pigot e Serralles disparam na ponta enquanto Enerson segura eternamente Chilton, que não esboça muita vontade de ultrapassar o gordinho americano.  A única ultrapassagem que acontece é a Anderson em Ethan Ringel na volta 24.

Lá na frente era onde a coisa estava pegando fogo. Spencer Pigot seguia de perto Ed Jones e os dois travaram um bom duelo. Com a força do push-to-pass, Pigot até conseguiu se colocar a frente de Jones, mas duas curvas depois o piloto da Carlin recuperou a ponta para não largar mais e vence! Pigot passa a linha de largada-chegada em segundo, colado na traseira de Jones e Serralles passa em terceiro um pouco depois.

Com três corridas e três vitórias, Jones lidera o campeonato com uma larga vantagem para Pigot (95 a 69 pontos), com Jack Harvey ainda na terceira posição (62 pontos) e Max Chilton liderando o pelotão dos outros pilotos com 45 pontos. Pra quem quiser assistir a corrida, ela está no fim do post.

A próxima etapa é já esse fim de semana em Barber, Alabama. Será uma rodada dupla com a primeira corrida de 40 minutos no sábado (25 de abril) e a segunda corrida, com duração de uma hora, no domingo (26 de abril), até lá!!


Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário