Daly surpreende em Long Beach e espera por mais oportunidades

Um 17º lugar pode parecer uma posição pífia para a maioria das pessoas. Mas não para Conor Daly. Chamado para correr há pouco mais de 24 horas antes da corrida em Long Beach, em um dos piores carros do grid e sem nunca ter testado os novos aerokits, o americano usou a chance para provar que tem talento.

Apesar das adversidades, Conor Daly até que mandou bem.

Na quinta-feira (16) haviam rumores no paddock de que Carlos Huertas não disputaria o GP de Long Beach, e que um piloto americano seria substituí-lo. Descobriu-se rapidamente que o tal americano seria Rocky Moran Jr., que apesar de sua promessa na Fórmula Atlantic no início de 2000, nunca tinha feito uma corrida na IndyCar.

O polegar quebrado de Moran Jr.
(Foto: Tony DiZinno)
Para surpresa de muitos, Moran Jr. excedeu as expectativas já na primeira sessão de treinos. Ele 
estava a 2,4 segundos do líder da sessão Scott Dixon, apenas dois décimos de Luca Filippi (21º), e um total de 1,3 segundos de vantagem sobre Dracone.

Curiosamente, Daly estava assistindo o segundo treino livre direto do pit lane, quando Moran Jr. e 
Carlos Muñoz se envolveram em um acidente. Minutos depois, Moran Jr. tinha sido diagnosticado com um polegar quebrado após a colisão, e sua estréia foi por água abaixo.

Daly foi o substitut , chamado por Coyne na manhã do sábado. Vestiu seu capacete verde/preto e seu 
macacão da época da GP2, enquanto devorava o almoço mais rápido do que havia previsto.

"Foi divertido. Foi muito bom ", disse Daly após a corrida. "Esta é uma corrida que eu vim nos últimos 8 ou 10 anos. Eu amo isso. Eu amo o sul da Califórnia e eu estou muito feliz. Obviamente ser 17º não é algo realmente grande, mas pelo que viemos, estou muito feliz".

"Eu fiz tudo o que podia fazer. Trouxe o carro para casa e fiz todas as voltas que poderíamos fazer, que era a meta número um. Estou muito grato pela oportunidade. Eu estava esperando que isso iria acontecer em algum momento, receber uma chamada para competir em alguma pista e fui chamado em um dos meus circuitos favoritos."

Para a corrida no Alabama, Dracone está confirmado para sua quarta, e agora, última corrida agendada. Rodolfo Gonzalez pode ser seu companheiro de equipe; o piloto venezuelano testou pela Coyne na offseason e segundo este post do site enOriente.com, sua provável corrida de estréia acontecerá em breve.

Fonte: MotorSports Talk
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário