IndyCar Notes #6: Fontana, a grande final, e a taça.


Amanhã é a grande final! ! ! Está animado? Os pilotos estão! Principalmente os candidatos á título, que posaram com a taça na famosa região do The Grove junto com os fãs. Mas não são só os pilotos estão animados. Sarah Fisher voltou a sentar num cockpit e pilotar o carro de dois lugares em Fontana nessa semana, junto com todos os outros, que estiveram lá para treinar, treinar e treinar, pra deixar tudo pronto para a grande final. A Indy também aproveitou essa semana para revelar qual será o novo regulamento de testes para pilotos e equipes, e também para as fabricantes testarem seus aerokits. Chega de enrolação. Vamos aos notes!

Candidatos á título tiram foto com a taça


Will Power, Helio Castroneves e Simon Pagenaud aproveitaram a tarde de quinta (dia 28) para tirar algumas fotos com a tão sonhada e desejada taça de campeão na região do The Grove na California. Tanto Helio, quanto Power e Pagenaud podem sentir o gosto de campeões pela primeira vez.

Quem tem a missão mais fácil é o australiano. Power só precisa chegar nos sete primeiros para conseguir o campeonato, mas para isso, é só ele não repetir o "grande" feito de 2012 e bater sozinho em Fontana. "Não podemos relaxar em nenhum momento, ou isso vai embora logo", disse o três vezes vice campeão do carro #12. "Temos alguns caras durões, então, precisamos tentar ficar na frente deles e fazer o melhor que pudermos para vencer. O resto vai acontecer naturalmente."

Já o três vezes vice-campeão do carro #3, Helio Castroneves, sabe que Will está numa posição bastante favorável, mas que isso pode mudar numa corrida de 500 milhas com pontos dobrados. "É isso que torna a corrida tão interessante. Não ganhamos uma 500 milhas, mas ganhamos muitos pontos principais nessas corridas. Em Fontana, precisamos ser inteligentes ao mesmo tempo que rápidos."

Por último na disputa pelo caneco está o francês Simon Pagenaud. Com 81 pontos atrás do líder. o piloto da Sam Schmidt precisa vencer a corrida se quiser alguma coisa ainda. "Esta não é apenas mais uma corrida. Tenho que entrar no carro pensando que preciso vencer a prova. Não posso controlar o que Will ou Helio podem fazer, então, só posso controlar no que eu e minha equipe podemos fazer.

Pagenaud ainda ressalta o ótimo desempenho da Sam Schmidt em 2013. "Eu acho que temos que ser pacientes. Tivemos uma progressão constantes nestes últimos anos, e agora estamos na última corrida com chances de título." Vale lembrar que Pagenaud já foi campeão da Formula Atlantic em 2006 e campeão da ALMS na classe LMP1 em 2010. 

A grande final acontece em Fontana neste sábado, ás 22h50 no horário de Brasília. Enquanto isso, se você não deu uma olhada em quais as chances de cada um no campeonato, nem o histórico de vices de Power e Castroneves, melhor ver agora!

Muitos treinos antes da grande final

Os pilotos não entraram na pista apenas nessa sexta. Antes dos candidatos á título posarem para fotos, eles estiveram com os outros 19 pilotos na pista de Fontana para treinar bastante no superoval até a grande final no sábado. São treinos e mais treinos, o que não ocorre em outras ocasiões a não ser na lendária e centenária Indianapolis, para tudo dar certo na corrida.

O mais rápido dos primeiros treinos que aconteceram na quarta foi o atual campeão e vencedor da última corrida Scott Dixon. Com 219.462mph, Dixon bateu a média de Juan Pablo Montoya e Ed Carpenter, que também andaram na média das 219 milhas. "É sempre uma corrida muito difícil aqui. O bacana é que existem vários traçados para dar mais emoção ao público", disse o neozelandês. "Vamos fechar o ano com uma nota positiva e ter um impulso pro ano que vem. O terceiro lugar no campeonato ainda está no nosso alcance."

Helio Castroneves foi o que mais andou na quarta, completando 142 voltas e conseguindo um quinto lugar, enquanto que Power foi nono e Pagenaud acabou a noite mais cedo, no muro da T2. "Eu estava saindo do pit lane da mesma forma que eu sempre fiz e simplesmente rodei", disse Pagenaud. Os treinos continuam nessa sexta e sábado.

Regulamento para testes muda em 2015

Falando em treinos, a Indy anunciou nessa semana o novo regulamento para testes que valerá a partir do dia 31 de agosto desse ano, logo após a final em Fontana, até dia 14 de setembro de 2015. Durante esse tempo, a equipe terá direito a 14 dias de testes no total, incluindo testes com a fabricante de motor, testes abertos e testes em túneis de vento.

Aqueles que farão a temporada completa também terão uma limitação de correr no máximo 10 mil milhas em atividades na pista durante todo o ano, desde o primeiro teste aberto ou a primeira corrida, até a última prova. A razão para essa mudança na regulamentação é o corte de custos, segundo o presidente de competições da Indy, Derrick Walker. "A competição leva as equipes a treinar o quanto podem porque elas querem vencer corridas, mas combinar isso com o cronograma e o calendário torna o trabalho para as equipes mais difícil", disse Walker.

Os treinos na písta da off-season começam no próximo dia 16. As fabricantes terão seis dias, entre setembro e janeiro, para testar seus aerokits para a próxima temporada com suas respectivas equipes. As equipes vão receber o pacote aerodinâmico no dia 1 de março de 2015.

Sarah Fisher voltou a pilotar em Fontana

Pois é. A rookie of the year em 2001 e dona da equipe com o mesmo nome esteve de volta ás pistas. E foi nas pistas mesmo! Dentro de um carro de corrida! Até teve gente que pegou carona nessa emoção, literalmente.


Sarah foi convidada pela IndyCar para andar no carro de dois-lugares antes dos treinos desta quarta serem abertos aos pilotos da Indy. "Me sentei no carro e na primeira vez que deixei o pit lane, me senti em casa novamente", conta. "Eu não estive num carro desde 2010 porque estive grávida dentro desses últimos quatro anos, então, sentar no banco se tornou interessante." 

Um dos caronas nessa volta foi o pugilista Victor Ortiz. Ele, e outras pessoas aproveitaram e ajudaram na volta de Sarah num IndyCar. A última vez dela " foi na grande final de 2010, em Homestead. "É legal estar aqui e adoro conhecer pessoas que também amam o esporte", diz Sarah.

Outras notas sobre a última etapa

Esta será a nona vez consecutiva que o título será decidido na última etapa.

É o quinto ano consecutivo que um piloto da Penske vai disputar uma final de campeonato.

A última vez que a Penske conquistou o título foi com Sam Hornish Jr., em 2006.

Carloz Munoz é, por enquanto, o rookie of the year de 2014.

Dario Franchitti (2005) e Will Powerr (2013) foram os únicos a vencer a corrida de ponta a ponta.

Todas estas notícias foram retiradas do site da indycar.com
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário