Preview: USF2000 em Toronto

Depois de quase dois meses sem corridas, a USF2000 parte para sua segunda metade do campeonato, para sua terceira rodada dupla nas ruas de Toronto.

O grid da USF2000 volta a ficar bem grande, e agora tem 23 carros.
O quanto uma categoria pode mudar seu grid em dois meses?  A USF2000 mudou bastante coisa desde a sua última corrida no Lucas Oil Raceway.  Nesse caso, a parada de dois meses foi benéfica, pois o grid aumentou de tamanho desde a última corrida, muito devido aos testes coletivos que foram realizados durante a parada.

Garth Rickards é uma das novidades no grid.
Pois bem, teremos caras novas nessa prova em Toronto.  A Pabst Racing parece estar tomando gosto pela categoria e vai aumentar o número de carros de dois para três, além de Austin Cindric e Will Owen que já competem o ano todo, a equipe contará com Nico Jamin para essa prova.  Jamin estava na Belardi Auto Racing, perdeu o patrocínio da 13th avenue que o mantinha na equipe; para continuar o ano, o francês a partir dos testes em Mid-Ohio, correrá com a Pabst e seu novo patrocinador, a Synova.

A JDC Motorsports também expande suas atividades na USF2000.  Depois de correr metade do campeonato apenas com Clark Toppe, a equipe contará com a presença de Garth Rickards. O jovem americano disputa a F-Ford 1600 (os fortes lembrarão dela) pela Team Pelfrey agora move rumo as categorias de acesso à Indycar.

OOooh modezu.
Mais um ponto positivo foi a volta de James Dayson.  O véio de 36 anos volta as pistas depois de ter lesionado sua coluna devido a osteoporose uma batida na última etapa da USF2000 do ano passado, quando seu carro capotou.  Ele começou a correr com 33 anos de idade na USF2000, após estar casado.  Dayson tem uma filha que é uma coisa muito fofa-->

Outra novidade é a manutenção do programa da John Cummiskey Racing, que permanece tendo o canadense Nathan Blok dirigindo seu carro e agora com um monte de patrocinadores (Aurora Tools, Tenaquip, Zenith Safety Products, ENEOS, Boston Pizza e Mr. Lube).

Ainda tempos apenas dois brasileiros correndo na USF2000.  Victor Franzoni e Gustavo Myasava fazem a temporada completa pela Afterburner.  Franzoni é o quarto colocado, e ainda luta bastante para alcançar RC Enerson rumo ao título.

RC Enerson que precisa buscar novamente o ritmo do começo do ano.  Após quatro pódios nas quatro primeiras provas do campeonato e uma diferença enorme de pontos pro segundo colocado, o piloto da Flórida não conseguiu chegar nem entre os cinco primeiros nas últimas três provas, e viu sua diferença cair para os outros competidores.  Florian Latorre já está a apenas nove pontos do líder (RC tem 150 pontos, Latorre tem 141). Jake Eidson vem em terceiro no campeonato (129 pontos), quinze pontos a frente de Franzoni e dezesseis pontos a frente de Aaron Telitz.  Myasava vem em vigésimo, com 19 pontos.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário