Nicolas Costa: Review da primeira metade da Pro Mazda.

Após fazer algumas corridas na Pro Mazda o ano passado e conseguir um acerto de última hora para correr novamente na categoria, o carioca de 22 anos mostrou evolução no campeonato, correu no maior templo do automobilismo americano e estreou nos ovais.

Nicolas Costa saeguiu para seu segundo ano na Pro Mazda (fonte:  Pro Mazda Championship, bem como todas as imagens sem creditação).

Em 2013, Nicolas entrou de cabeça no automobilismo americano, quando estreou na Pro Mazda pela Team Pelfrey.  Naquele ano, o piloto carioca fez quatro rodadas duplas e teve como melhor resultado a segunda posição da corrida 2 de Hoston e terminando o campeonato com quatro pódios.

Para o ano de 2014, Nicolas se juntou a M1 Racing pouco tempo antes da primeira corrida em Saint Petersburg. "Nós não tivemos pré temporada."  Declara o piloto para o Indy Center Brasil.  "Sinceramente achei que não correria a primeira prova da Pro Mazda, mas uma semana antes da corrida cheguei a um acordo com a M1, que eu não conhecia até então, mas resolvi entrar de cabeça e ver o que dava."

Pouco depois de seu acerto com a equipe já veio a primeira etapa do campeonato em St. Pete.  Na corrida 1, Nicolas largava em nono mas foi atrapalhado por um acidente na sua frente que o fez cair pra décimo oitavo, e com uma ótima corrida de recuperação, terminou aprova no oitavo posto.  Na segunda corrida, um problema no acelerador de seu carro o fez abandonar aprova mais cedo.

A segunda etapa foi realizada em Barber, Nicolas largava da 11ª posição na corrida 1, mas problemas com o assoalho do carro o fizeram perder uma volta nos boxes e o piloto acabou terminando a corrida em penúltimo.  Na segunda corrida, ainda com o problema no carro, o carioca largou em nono, cegou a figurar na sétima posição e terminou a corrida com o oitavo posto.

Nicolas em Barber
Com alguns problemas no carro, o piloto acumulou duas corridas entre os dez primeiros:  "Em St. Pete tínhamos a velocidade necessária para terminar entre os cinco primeiros nas duas corridas, mas a sorte não estava do nosso lado."  Relatou o piloto.  "E em Barber, uma rachadura no chassi do carro descoberta pouco antes do início da corrida um e um problema no motor na corrida dois comprometeram completamente o nosso fim de semana. A performance estava lá, mas algo sempre estava dando errado."

Em Indianápolis, os infortúnios comprometeram o resultado final novamente.  Apesar de ter ido muito bem nos treinos livres, Nicolas largou para trás do décimo lugar em ambas as provas.  Nas corridas, mostrou novamente grande recuperação e chegou a figurar no terceiro posto em ambas as provas, mas acidentes com Kyle Kaiser e Spencer Pigot, respectivamente, o fizeram abandonar as duas provas.

"Tive meu melhor final de semana na Pro Mazda em Indianápolis ao meu ver", avaliou o piloto.  "Apesar de não ter terminado as provas e de ter largado em 11º e 15º nas provas,  estive entre os três primeiros em ambas.  Foi uma grande pena os dois acidentes, que os comissários me julgaram inocente."

Nicolas na Team Pelfre esse ano (instagram:  @luigidinizo21)
A próxima etapa foi no oval de Lucas Oil Raceway, mas essa não seria a única novidade.  A Team Pelfrey acaba contando com nenhum de seus três pilotos que dirigiam os carros da equipe até então, e para a vaga de um deles acerta com Nicolas. A mudança dá certo e o carioca estreia nos ovais com o quarto lugar na prova, o seu melhor resultado na categoria esse ano.  "A estreia nos ovais veio de forma inesperada, e minha mudança para a Pelfrey também, substituindo um dos pilotos da equipe em cima da hora." lembra o piloto.  "Não estava tão confiante assim para dirigir no oval, mas o resultado foi acima das minhas expectativas, o carro estava muito rápido e conseguimos um ótimo resultado.".


Com a categoria já percorrendo metade do campeonato, o piloto avalia suas primeiras provas esse ano:  "Os resultados da primeira metade acabaram não mostrando o quão competitivo nós éramos em praticamente todas as corridas, com os resultados sendo prejudicados por muitas falhas mecânicas e acidentes nos quais fui envolvido sem culpa." completa o piloto, e renova suas esperanças no futuro próximo.  "Agora espero que a maré vire, estou confiante que teremos bons resultados e espero figurar entre os três primeiros, como no ano passado..

As próximas etapas são já esse fim de semana, nos dias 28 e 29 de junho, em Houston, Texas.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário