• Vítima de acidente múltiplo em Long Beach, Kanaan critica manobra de Hunter-Reay

    Tony Kanaan viveu um fim de semana desastroso em Long Beach. Depois de passar os treinos livres e a classificação tentando encontrar o melhor rendimento de sua Ganassi – sem conseguir –, o brasileiro lutava com a estratégia para ir além do 11º lugar em que passou boa parte da corrida quando acabou envolvido no múltiplo acidente que tirou seis carros da prova e foi iniciado por Ryan Hunter-Reay.

    Takuma Sato vinha à sua frente e não conseguiu evitar o choque ao dar de frente com os carros de Hunter-Reay, Josef Newgarden, James Hinchcliffe e Jack Hawksworth engalfinhados na curva 4. Tony veio no mesmo embalo e também bateu forte.

    Tony Kanaan viveu um daqueles "dias difíceis". (Foto: Indycar)

    “Meu pulso está um pouco dolorido por conta do acidente”, afirmou o brasileiro. “Me disseram no rádio para ficar calmo quando o acidente aconteceu, mas acho que eu não estava calmo o suficiente”, ironizou Kanaan, que foi além nas críticas.

    “Eu não esperava ter quatro carros lá, e quando Sato bateu, não pude evitá-lo. É uma pena total, mas estávamos lá em cima, e o que aconteceu na nossa frente hoje não parece inteligente”, disparou o piloto da Ganassi #10.

    A Indy volta a se reunir em Barber no próximo dia 27.

    Fonte: Grande Prêmio
  • POSTAGENS RELACIONADAS

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário