Post Page Advertisement [Top]

Todas as categorias do Road to Indy estiveram em Mid-Ohio junto com a Indy, vejamos o que aconteceu nesses dois dias de treinos.

Não deu tempo nem do pessoal recolher seus cacos depois das guerras que foram as corridas em Toronto e todas as três categorias do Road to Indy (USF2000, Pro Mazda e Indy Lights) rumaram para Mid-Ohio a fim de fazer dois dias de testes coletivos no circuito localizado em Lexington.

Durante os dois dias de testes cada categoria tinha direito a três sessões de 45 minutos cada, onde a Pro Mazda fazia duas sessões pela manhã e uma a tarde e tanto a USF2000 quando a Indy Lights faziam o inverso: uma sessão matinal e duas no período da tarde. Essas sessões são importantíssimas para o campeonato desse ano, pois a próxima etapa do Road to Indy será disputada na mesma Mid-Ohio e, faltando apenas essa e mais duas etapas no campeonato, esse teste pode ser crucial para o campeonato das três categorias.

Mas vamos avaliar o teste categoria por categoria, a começar pela mais esvaziada delas.

Indy Lights


Acho que nunca fiz uma tabela tão pequena em toda a minha história cobrindo o Road to Indy.

O maior destaque da categoria nos dois dias de testes foram as ausências, já que apenas três carros da Andretti Autosport estiveram presentes. Do quarteto da Andretti apenas Colton Herta não esteve presente pois ainda se recupera de uma fratura no dedo que teve durante uma batida no treino classificatório da segunda corrida de Toronto, essa fratura fez o filho de Bryan Herta fazer um start and park na corrida 2, perder a liderança do campeonato e também perder uma vantagem grande para a próxima rodada em Mid-Ohio. Os outros três carros que faltaram ao teste o fizeram por contenção de custos; tanto Victor Franzoni (Juncos Racing) quanto Santiago Urrutia e Aaron Telitz (ambos da Belardi Auto Racing) faltaram ao treino para ter condições financeiras de terminar o campeonato.

Dos três carros que estiveram na pista, Patrício O'Ward, o líder do campeonato, nadou de braçada contra a dupla menos relevante da Andretti, Ryan Norman e Dalton Kellett, e fez um tempo mais de meio segundo maior que seu companheiro de equipe canadense.


Pro Mazda


Também houveram baixas na Pro Mazda, mas um pouco menos impactantes. A Juncos continuou com seus problemas financeiros e teve de promover um revezamento entre o brasileiro Carlos Cunha e o americano Robert Megemmis, onde Megennis andou nas três sessões do primeiro dia e Cunha andou nas três sessões do segundo dia. No fim, o quarto melhor tempo no geral não foi um resultado ruim para alguém com um dia menos de testes. 

Outra presença que chamou a atenção foi a de... Santiago Urrutia! O uruguaio não tinha dinheiro para, em conjunto com a Belardi, fazer o teste na Indy Lights, então decidiu voltar as origens e fazer quatro sessões de testes na equipe que foi campeão em 2015, a Team Pelfrey na Pro Mazda, já que Andres Gutierrez que, tipicamente, corre no #81 da equipe amarela e preta não teve condições financeiras de estar presente em Mid-Ohio. Urrutia fez o segundo melhor tempo, ficando atrás apenas de sua cópia na Pro Mazda, David Malukas (BN Racing).

O terceiro colocado foi Parker Thompson, o ainda líder do campeonato, mas que perdeu quase 40 pontos dessa diferença no fim de semana passado começou com problemas mecânicos ainda na primeira sessão, onde teve de trocar de carro (do #91 para o #90) para continuar os dois dias de testes e fazer o terceiro melhor tempo. sorte que seu companheiro de equipe, Antonio Serravale, também optou por não comparecer ao teste.

Outros dois carros com novos pilotos foram o da RP Motorsport e o da DEForce Racing. A equipe italiana não conseguiu trazer nem Harrison Scott nem Raúl Guzmán para Mid-Ohio, mas a equipe novata no campeonato recebeu uma proposta do piloto Mathias Soler-Obel, que correu a maioria das etapas desse ano na USF2000 com equipe própria. Já na equipe mexicana ressurgiu depois de duas etapas desaparecida da Pro Mazda, e com piloto novo, Antoine Comeau.


USF2000


A categoria base do Road to Indy é a que tem mais carros, mas foi a que teve menos ausências e a que teve menos mudanças em seus carros, com exceção dos dois carros da Swan-RJB Motorsports e do segundo carro da ArmsUp Motorsports. Todas a equipes que não estiveram presentes em Toronto voltaram ao grid dos testes em Mid-Ohio. Apenas a Exclusive Autopsort acertou com o indiano Yuven Sundaramoorthy, que já pilota pela equipe canadense mas na FF1600 e juntou dinheiro para dirigir o terceiro carro da equipe nesse teste.

Entretanto, as novidades param por aí. A combinação de carros da Cape Motorsports e da Pabst Racing continuaram dominando os melhores tempos, com quatro dos cinco pilotos das duas equipes somadas conseguindo melhores tempos durante os testes. O virtual campeão desse ano, Kyle Kirkwood, fez o melhor tempo na sessão mai rápida e terminou como o único piloto a baixar de 1:21 nos dois dias. Logo atrás veio três dos quatro pilotos da Pabst, onde cada um deles liderou pelo menos uma das seis sessões do teste. Rasmus Lindh e o brasileiro Lucas Kohl ficaram a menos de um décimo de segundo de Kirkwood e ficaram com o segundo e terceiro tempos, respectivamente, com Kaylen Frederick logo atrás.

No quinto lugar começaram a aparecer novidades no grid. Se interpondo entre as duas equipes e as três principais equipes do pelotão intermediário, a DEForce,a BN Racing e a Team Pelfrey, vimos, pela primeira vez essa temporada, Michael d'Orlando integrando o Top 5 da tabela de tempos e Jacob Abel, em sua equipe própria, ficando com o sexto melhor tempo. Os dois, ainda, lideraram a última sessão de treinos desse teste em Mid-Ohio.

Entre os brasileiros, Igor Fraga e Bruna Tomaselli começaram bem os treinos e ocuparam o top 10 nas duas primeiras sessões, mas logo o rendimento dos outros carros do pelotão intermediário  e conseguiu superar o dos dois brasieliros e eles terminaram os testes com o 15º e 17º tempos, respectivamente.


E foi isso nos treinos coletivos de Mid-Ohio. A próxima etapa dos três campeonato é nessa mesma pista, no fim de semana que vem, nos dias 26 a 29 de julho. Essa será a antepenúltima etapa dos campeonatos da Indy Lights e Pro Mazda, que fazem uma rodada dupla no circuito de Lexington, e será a penúltima etapa do ano para a USF2000, que disputará sua famosa rodada tripla. Até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]