Post Page Advertisement [Top]

O americano campeão da F4 USA do ano passado conquista sua quarta vitória seguida e dispara na liderança no campeonato. A corrida não foi muito auspiciosa para os brasileiros.
Nesse fim de semana o grid da USF2000 voltou a ter 26 carros para as corridas 6 e 7 da temporada 2018 USF2000. Apesar do mesmo número de carros da rodada em Indianápolis misto, houveram mudanças no grid.

A DEForce diminuiu seu número de carros para três com a saída de Zach Holden, enquanto James Roe saiu da Swan-RJB Racing e deixou a equipe com apenas um carro. Nas vagas restantes entraram Jacob Abel com equipe própria para, assim como no ano passado, dividir suas atenções entre a USF2000 e a F4 USA; e no terceiro carro da Exclusive Autosport, entrou o cingapuriano Danial Frost, que vinha disputando vários campeonatos de F4 ao redor do mundo desde o ano passado e decidiu dar uma chance a USF2000.

Além disso, houveram duas trocas. A BN Racing já tinha anunciado que Jamie Caroline não pilotaria mais pela equipe por falta de patrocínio e, para seu lugar entrou o vencedor do MRTI Shootout desse ano, Keith Donegan. Pra substituir Donegan que migrou para a BN Racing, a ArmsUp contratou Dakota Dickerson, que está na vice-liderança da F4 USA.

Mas, apesar das mudanças, o domínio ainda é bem parecido com o visto durante o ano. Desde o treino livre único realizado na sexta-feira de manhã quanto no treino classificatório realizado durante a tarde de sexta, vimos novamente os quatro carros da Pabst na ponta da tabela, em conjunto com a Cape, Alex Baron (Swan-RJB) e Igor Fraga (Exclusive).

Rasmus Lindh (Pabst) mostrou boa forma desde o começo do fim de semana e foi o mais rápido em ambos os treinos, conseguindo a pole da prova 1. O brasileiro Lucas Kohl vinha com o segundo lugar na tabela de tempos até todos darem sua última volta; quatro pilotos conseguiram melhorar sua marcas, enquanto Lucas não conseguiu e ficou com a terceira fila na prova 1. Entre os que conseguiram melhorar está o brasileiro Igor Fraga, que conseguiu arrancar um quinto lugar no grid apesar do 13º posto no treino livre. Além dele, o líder do campeonato, Kyle Kirkwood e os pilotos da Pabst Calvin Ming e Kaylen Frederick conseguiram melhorar seus tempos, e ocuparam o segundo, terceiro e quarto lugar no grid, respectivamente. Bruna Tomaselli se estabilizou no meio do grid durante toda a sexta-feira, fazendo o 15º tempo no treino livre e marcando a oitava fila no treino classificatório para a primeira prova.

Cooper Tires Grand Prix of Road America Powered by Mazda Race 1

Não é a curva 1, é a curva 3, mas é o que tá tendo por enquanto.
Na corrida a largada ocorreu sem incidentes, mas não sem ação. Lindh estava muito focado em não perder a primeira posição e fez movimentos estranhos antes da largada mas, mesmo assim, Kirkwood conseguiu assumir a liderança da prova antes mesmo da freada da curva 1. A linha de dentro se mostrou melhor na largada, pois Frederick conseguiu passar Ming e assumir o terceiro lugar e Kohl conseguiu passar Fraga e assumir o quinto posto. O brasileiro Igor Fraga ficou lado a lado com Kory Enders para não perder o sexto lugar até a curva 5, quando ambos conseguiram alcançar Kohl durante a reta oposta e fizeram um 3-wide. Fraga levou a melhor e voltou ao quinto lugar, com Kohl em sexto e Enders indo para a zebra e caindo para o décimo lugar. Bruna Tomaselli também largou bem e já figurava no 13º lugar após a curva cinco, a frente de Darren Keane e Jose Sierra.

Mas o drama dos brasileiros começou na curva 13. Primeiro, Para completar, Fraga vinha lado a lado de Ming, quando o guiano fecha o brasileiro e ambos perdem posição para  Keith Donegan que, pouco antes, já tinha se envolvido em toques com brasileiros. Kohl vinha brigando com Keith Donegan pelo sexto lugar, quando houve um toque entre ambos; só conseguimos ver pela transmissão ao vivo Kohl indo quase que diretamente para o muro. Em um outro lance mas na mesma curva vimos Bruna Tomaselli passar pela área de escape da curva treze também, novamente não sabemos o que aconteceu quando a brasileira brigava pelo 13º posto com Keane e Dakota Dickerson, mas os dois brasileiros ficaram um bom tempo na área de escape da curva 13 e voltaram nas duas últimas posições e partindo meu coração.
Imagens de dor e sofrimento: os dois brasileiros sendo obrigados a passar depois do pelotão.
Mais a frente Kirkwood, Lindh, Frederick e Donegan se separavam um do outro e abriam distância do pelotão intermediário, já que Ming segurava Fraga, Enders, van der Watt, Dupell, d'Orlando e Baron no top 10. Fraga assumiu a liderança desse grupo quando Ming errou na curva 5 da segunda volta, com o brasileiro assumindo o quinto lugar, mas o desempenho da Exclusive Autosport não era tão bom assim e o brasileiro perdeu posição para Enders pouco antes da bandeira amarela ser acionada quando Sabré Cook errou sozinha no Carrossel (curva 8) e foi parar na caixa de brita.

A relargada foi um bocado estranha, pois muitos pilotos do fundo do grid aceleraram antes da bandeira verde ser acionada. Kirkwood, Lindh e Frederick largaram bem e se mantiveram na ponta do pelotão, enquanto Fraga foi pego de surpresa pelo pelotão vindo de trás e perdeu posições na largada para Ming e brigava com Baron e Sierra pelo sétimo lugar. Entretanto, na sua frente, Ming escapa novamente na curva 5 e o brasileiro volta ao sexto lugar na prova. Bruna Tomaselli relarga muito bem e salta do 25º para o 20º lugar, enquanto Kohl tem de ir aos pits para consertar seu carro.

A prova se seguiu com Kirkwood abrindo pouco a pouco de Lindh, que segurava Frederick, que se distanciavam de Donegam e Enders, que abriam diferença do pelotão intermediário formado por Fraga, Ming, Baron, Sierra, Solar-Obel e Keane.
Donegan, Enders, Fraga, Ming e Baron.
Fraga acabou sendo ultrapassado por Ming na freada da curva 1 na oitava volta, pois o guiano tinha o melhor equipamento fornecido pela Pabst Racing, o brasileiro acabou perdendo momento e Baron conseguiu emparelhar na reta oposta, colocar de lado na curva cinco e completar a ultrapassagem sobre o brasileiro na curva 6, com o vice-líder do campeonato subindo para o ´setimo lugar e Fraga permanecendo no oitavo posto.

Pouco antes, nessa mesma curva cinco, havia uma briga entre companheiros de equipe. Lindh perdeu terreno para Frederick na reta oposta, assim o americano de 15 anos conseguiu ultrapassar o sueco e assumir o segundo lugar da prova. Lindh veio babando para recuperar o segundo lugar sobre o companheiro de equipe, mas acabou errando na curva doze e tanto Donegan quando Enders passaram o suce, que caiu para o quinto posto. Na volta seguinte Lindh conseguiu recuperar a posição de Enders e subir para o quarto lugar, mas não restava tempo para mais nada porque na volta seguinte, a volta 10 da prova, houve nova bandeira amarela quando Sabré Cook errou na curva sete, passou na grama, perdeu o controle de seu carro e acertou o muro interno do Carrossel.

Como não havia mais tempo para relargadas pois o limite de meia hora de corrida foi atingido durante a bandeia amarela, Kirkwood vence! Frederick passa a linha de largada/chegada em segundo e Keith Donegan consegue um ótimo terceiro lugar em sua estreia na nova equipe. Fraga salvou um oitavo lugar, enquanto Bruna Tomaselli ainda conseguiu subir para o 17º lugar depois de estar em último na primeira volta e Lucas Kohl teve problemas, sendo o último na volta do líder.

O campeonato de Kirkwood agradece, pois o campeão da F4 USA do ano passado abre 77 pontos de diferença para o ex-piloto da Lights, Alex Baron e mais de 80 pontos para o mexicano Sierra. A próxima prova é daqui sete horas, até lá!!
Resultados e pódio da corrida 1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]