Post Page Advertisement [Top]

O presidente do Texas Motor Speedway , Eddie Gossage, quer que a IndyCar retorne em 2019, mas isso ainda não é algo totalmente certo. Os dois lados não têm um acordo em vigor para a temporada de 2019, mas as negociações devem começar nas próximas semanas. Gossage gostaria de ter algo resolvido em agosto, quando o TMS geralmente começa a vender ingressos para a próxima temporada.

"Vamos nos sentar aqui em breve e conversar com eles", disse Gossage. "Eu certamente espero que possamos chegar a um acordo comercial. Eles estão aqui há 22 anos, então eu não sei por que isso iria mudar."

A Indy tem estado presente na programação do circuito desde quando ele foi inaugurado, embora nem sempre tenha sido um casamento harmonioso. O TMS não ficou satisfeito com algumas das corridas que a Indy realizou nos últimos, seja pela data que não é muito atrativa para o autódromo, ou pelo fato de que algumas corridas não tenham sido tão "emocionantes" quanto a pista texana pode proporcionar. A IndyCar está mais cautelosa com as pistas ovais por causa do perigo apresentado aos pilotos, principalmente quando o downforce dos carros é ajustado para os bólidos andarem lado a lado quase que o tempo todo.

Eddie Gossage, presidente do Texas Motor Speedway.

Mas Gossage entra nas negociações com um objetivo claro: sediar a corrida logo após as 500 Milhas de Indianapolis. O TMS tinha essa tradição desde quando foi inaugurado até 2005. Gossage afirma que o acordo de cavalheiros entre os dois lados foi quebrado.

"Tivemos um acordo, embora com a administração anterior, de que o Texas sempre seria a primeira corrida depois da Indy 500 e espero que isso aconteça novamente", disse Gossage. "Esta corrida deve ser a corrida depois de Indy. Se você está tentando capturar os fãs que curtem a Indy 500 e querem assistir a próxima corrida, você quer que eles vejam o circuito de rua em Detroit? Ou você quer que eles vejam corridas em um das grandes ovais da IndyCar? Eu certamente consertaria isso. Seria bom para a Indycar; seria bom para a Texas Motor Speedway".

No final das contas, tudo indica que o casamento deve continuar. A Gossage está esperançoso em conseguir um contrato de vários anos com a IndyCar, como o acordo de cinco anos em vigor que a pista tem com a NASCAR. Mas ele não acha que a IndyCar precise mudar ou alterar sua abordagem para correr em pistas ovais como o Texas.

"Eles precisam de ovais", disse Gossage. "Se eles têm alguma esperança em crescer na América, eles devem ter ovais. A categoria é baseada em uma pista oval, a Indy 500, então você tem que ter ovais. Eles estão com ausência de ovais também, então eu acho que estamos em um bom patamar. Essas corridas que temos são incrivelmente assustadoras, mas esses pilotos são tão bons que fazem um ótimo trabalho tempo após tempo", finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]