• Pro Mazda: Rinus VeeKay domina a primeira etapa em St. Pete


    Rinus Veekay, depois de uma super recuperação na prova 1 e de um ataque cardíaco na prova 2, vence as duas corridas do fim de semana na Pro Mazda. Carlos Cunha consegue pódio enquanto Rafael Martins tem estreia complicada.

    Pro Mazda Grand Prix of St. Petersburg Presented by Allied Building Products 1

    Meio mundo errando a curva um.
    No sábado à tarde, logo depois do treino classificatório da Indy, começou a temporada da Pro Mazda com a corrida 1 em St. Petersburg.

    E todos estavam tão animados que tivemos grandes disputas logo na largada. Oliver Askew largou tipicamente mal, e Thompson não foi muito melhor, fazendo com que os pilotos da segunda fila, Harisson Scott e o brasileiro Carlos Cunha, fazendo um 4-wide na freada da curva um. A parte mais daora é que apenas um dos quatro pilotos conseguiu fazer a curva certo, e foi Parker Thompson,que assumiu a liderança. Megennis, que assistiu tudo de camarote, subiu para segundo, seguido por Nikita Lastochkin, Rinus Veekay, Sting Ray Robb e Andres Gutierrez. Askew caiu para sétimo, Cunha para nono e Scott caiu para penúltimo.

    Holy sobrancelhas, Batman!
    Na curva quatro tivemos mais ação. Lastochkin defendia sua posição de VeeKay, quando abriu a guarda na curva seguinte e o holandês consegue ultrapassar o russo, que fica fora da fila de carros, e acaba perdendo posições para Robb, Gutierrez e Askew. Isso porque, pouco mais atrás os brasileiros Rafael Martins e Carlos Cunha brigavam por posição na entrada da curva cinco, Cunha ficou sem espaço, passou por cima da zebra interna e acabou acertando a roda traseira esquerda de Martins, que teve que abandonar a prova. Bandeira amarela.

    A relargada veio na volta cinco (de 25 totais) com Thompson largando bem, mas Megennis nem tanto e acaba perdendo posição para VeeKay na freada da curva um, e o holandês partiu para cima de Thompson. Os dois se afastavam, aos poucos de Megennis, Robb e Askew, que se afastavam de Gutierrez, Laurini e Cunha. O brasileiro da Juncos conseguiu se recuperar um bocado, passando Laurini na volta seis, Lastochkin na volta oito e Gutierrez na volta dez, alcançando o trio que ficava a sua frente.

    Nada aconteceu na prova até a volta 15, quando James Raven errou sozinho na curva sete e bateu no muro, gerando a segunda bandeira amarela da prova.

    VeeKay larga melhor que Thompson e emparelha por fora na curva um, o canadense da Exclusive dá uma escorregadinha na curva e abre espaço o suficiente para VeeKay ultrapassar e assumir a ponta. Na curva quatro, Cunha consegue por por dentro de Askew e, na curva dez, consegue colocar e subir para o quarto lugar. O brasileiro fica muito próximo de Megennis o resto da prova, enquanto era pressionado por Oliver Askew; lá na frente, VeeKay chegou a abrir diferença para Thompson, mas logo o canadense voltou e pressionava VeeKay pela liderança.

    Mas nada aconteceu. VeeKay vence! com Thompson em segundo, Megennis em terceiro e Carlos Cunha em quarto!!

    Pro Mazda Grand Prix of St. Petersburg Presented by Allied Building Products 2

    A corrida 2 da Pro Mazda ocorreu pouco depois da corrida da Indy em St. Pete, e a bruxa estava solta nessa largada.

    Primeiro, o carro de segurança havia se recolhido para a largada, mas apenas as três primeiras filas estavam alinhadas, e a direção de prova decidiu não dar a largada. O carro de segurança voltou a pista, mais uma volta em bandeira amarela, o carro de segurança vai para os pits novamente, mas o convidado responsável por dar a bandeira verde se adianta, agitando a bandeira antes mesmo dos pilotos apontarem na reta principal, e o resultado foio a foto do início da postagem.


    Os líderes foram pegos de surpresa, e os dois pilotos da RP Motorsport Racing, Harison Scott e Lodovico Laurini, pularam para a liderança da prova, com Oliver Askew em terceiro, Parker Thompson em quarto e os dois brasileiros, Rafael Martins e Carlos Cunha, em quinto e sexto, respectivamente.

    Mas, duas voltas depois, nada disso valia.

    A direção de prova deu bandeira amarela e, meio minuto depois, bandeira vermelha. Reviu a largada e decidiu apagar tudo o que aconteceu, que a prova recomeçaria na volta seis mas com o grid na ordem da largada, relargando em fila indiana. Assim, Harisson Scott voltou para o sétimo lugar e Lodovico Laurini voltou para o décimo, com VeeKay saindo do 12º posto para a ponta novamente.

    E a largada de verdade aconteceu com seis voltas e 19 minutos de prova. VeeKay conseguiu manter a ponta, com Malukas se mantendo em segundo e Askew em terceiro. Cunha passou Sting Ray Robb na curva quatro e subiu ao quarto posto, enquanto Rafael Martins passou Andres Gutierrez na curva um e Nikita Lastochkin na curva quatro, subindo para o nono lugar.
    Scott e sua asa torta.
    Logo os pilotos começaram a se separar na pista, com VeeKay e Malukas brigando pela ponta, se afastando um pouco de Askew e Cunha, que abriam de Robb, Scott e Thompson, que abriam distância do resto do pelotão.

    Askew e Cunha brigaram entre si por mais três voltas, quando o brasileiro conseguiu superar o americano quando este errou e tocou o muro na curva oito, danificando um pouco sua asa. Harisson Scott conseguiu, nessa mesma volta, ultrapassar Sting Ray Robb e assumir o quinto lugar; quando partia para enfrentar Cunha pelo terceiro posto, o inglês escorrega no complexo de curvas entre a cinco e a oito e danifica seu carro, e suas esperanças foram por água abaixo.

    A corrida seguiu sem muitos eventos até três voltas para o fim, quando Kris Wright escorregou na curva oito e ficou íntimo do muro. Bandeira amarela.

    A expectativa aumentava, pois, com todos juntos, era a hora de Malukas tentar algo para cima de VeeKay, de Carlos Cunha buscar a vitória.

    Mas, com exceção de Harisson Scott perder  posições por causa de sua asa dianteira torta, nada aconteceu. VeeKay vence de novo! Malukas completa no segundo lugar e Carlos Cunha sobe ao pódio na terceira posição!
    Resultados e pódio com Carlos Cunha 1000% Putaço.
    Com as duas vitórias, o holandês Rinus VeeKay dispara na liderança do campeonato, já abrindo 19 pontos para Parker Thompson e 20 pontos para o brasileiro Carlos Cunha. Rafael Martins, com o nono lugar da corrida 2, se recuperou no campeonato e subiu para o 13º posto, com 17 pontos.

    A próxima prova é só daqui a seis semanas, com a rodada dupla de Barber, até lá!!
  • POSTAGENS RELACIONADAS

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário