Post Page Advertisement [Top]

A Dreyer & Reinbold Racing colocou um carro em cada uma das últimas cinco edições das 500 Milhas de Indianápolis. Enquanto eles só inscreveram uma entrada nas edições anteriores, para esse ano eles vêm com dois pilotos, o já confirmado Sage Karam e o outro ainda a ser divulgado, com grandes chances de ser o já conhecido JR Hildebrand.

No entanto, a Dreyer & Reinbold não tem sido uma equipe em tempo integral desde a temporada de 2012, quando a Oriol Servia dirigiu o carro #22, que começou o ano com o péssimo motor Lotus nas quatro primeiras corridas e terminou a temporada com a Chevrolet, quando a equipe se associou à extinta Panther Racing.

Na temporada 2013, Servià começou a pilotar para a equipe no que deveria ser uma parceria para o ano todo, mas depois das cinco primeiras corridas da temporada, ele não conseguiu continuar por falta de patrocínio. A equipe não disputou uma temporada integral na Indy desde então.

Porém os planos ambiçiosos da equipe podem muito trazer o time de volta à competição em tempo integral. O co-proprietário da equipe, Dennis Reinbold, falou ao site Motorsport dobre seus planos.

"Algo com o qual conversamos com grande interesse é tentar voltar a ser uma equipe de tempo integral ou mesmo, para começar, fazer [uma temporada] parcial. Estamos trabalhando nessas coisas. Nós temos algumas oportunidades por aí que estamos explorando e tentando ver aonde elas vão", disse Reinbold.

Sage Karam e o chefe Dennis Reinbold.

"Colocar dois carros neste ano para a Indy 500 é proposital, porque isso intensifica nosso equipamento, então temos pneus extras, temos rádios extras, peças sobressalentes... Isso nos coloca em posição para tentar expandir no futuro. E você precisaria de todas essas peças para ser uma equipe de tempo integral".

Reinbold também falou sobre a boa relação com Sage Karam no time.

"Por trás das cenas, acho, estamos trabalhando nisso, mas precisa ser um bom ajuste, e claro, meus sentimentos em relação a Sage, estou muito entusiasmado com ele. Eu acho que ele deveria ser um piloto em tempo integral. Eu acho que ele é muito talentoso e faria um tremendo trabalho em tempo integral em todas as corridas", finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]