Road to Indy: Treinos e qualificações de Mid-Ohio

Mid-Ohio é especial por ter não só um monte de corridas, mas também um monte de sessões de treinos. 
Já teve corrida, mas ainda estamos reportando os treinos...
Eles são realizados desde quinta-feira, com três sessões somente para a USF2000 e Pro Mazda, deixando o fim de semana propriamente dito mais para as corridas. Por esse motivo a etapa de Mid-Ohio também é considerada a Indy 500 das categorias de base, pela grande quantidade de testes e pelo grande número de pontos distribuídos no circuito rural de Lexington.

Então, vejamos quem se destacou nesses treinos, do degrau mais alto para o degrau mais baixo.

Indy Lights

André Negrão conversando com seu chefe.
Tudo o que foi considerado nos primeiros parágrafos não se aplica a Indy Lights. Para ela, esse é apenas um fim de semana de rodada dupla normal, com treinos livres na sexta, classificação e corrida 1 no sábado e corrida 2 no domingo. Entretanto, as equipes acabam se sentindo em casa, pois as equipes realizam um bocado de testes durante o ano, assim o traçado não são grandes mistérios para as equipes.

Nesse fim de semana houveram duas baixas no grid da Lights, entretanto, par quem acompanha a categoria, elas não são tão surpreendentes. Primeiro, a falta mais sentida será a de Félix Rosenqvist, que já não disputou as etapas de Road america e de Iowa; isso porque o sueco está disputando em paralelo a CT3 com a Mercedes, e nesse fim de semana tem a 24 horas de Spa. A outra falta é a de Juan Piedrahita, mas esse só acabou o dinheiro mesmo, agora Juan deve voltar para a Colômbia e buscar mais patrocínio para continuar sua TERCEIRA temporada na Lights.

Mesmo "só" com doze carros (só entre aspas porque já tivemos um numero bem menor em tempos mais remotos), a Lights tinha duas sessões de meia hora de pista programadas, uma pela manhã e outra à tarde.

No treino da manhã, os tempos foram melhorando aos poucos durante a sessão e quem saiu no finzinho dela se deu bem e fez os melhores tempos. Com isso, Santiago Urrutia surpreendeu fazendo o melhor tempo, pouco a frente de uma mais surpreendente ainda Shelby Blackstock. Entretanto, esses tempos não são tanta base para parâmetro, pois pilotos que vinham muito rápido na sessão, como Félix Serralles e o brasileiro André Negrão não conseguiram melhorar seus tempos no finalzinho e caíram para o meio da tabela de tempos.
Tempos na sessão da manhã.
O treino programado para a tarde foi lavado pela chuva torrencial que caiu em Lexington, então os carros ficaram só a meia hora da manhã na pista. O treino classificatório de amanhã será uma caixinha de surpresas.

Pro Mazda

Carro de Bobby Eberle. Acho ele bonito, meio retrô...
Ah, Pro Mazda... Tão boa em outros tempos e agora essa crise infinita. Assim como em Road America e Toronto, apenas sete carros da categoria principal e dois da categoria Expert compareceram ao circuito de Mid-Ohio para a penúltima etapa do campeonato: Nico Jamin (Cape Motorsports), Will Owen, Nicolas Dapero e jake Parsons (Juncos Racing) e os líderes Aaron Telitz, Pato O'ward, em conjunto com TJ Fischer (Team Pelfrey) realmente disputam a etapa de Mid-Ohio esse fim de semana.

No dia de testes quem se destacou foi o Mexicano de 16 anos, Pato O'Ward. Ele liderou as duas sessões de uma hora cada. Na primeira sessão, a liderança foi de mais de quatro décimos para cima dos extremamente regulares Will Owen e Nicolas Dapero, enquanto Aaron Telitz e Nico Jamin, que brigam pelo título, pilotavam pela primeira vez pela Pro Mazda nesse circuito, se acostumavam com tudo e arremataram apenas o quarto e quinto tempo, respectivamente. Já na segunda, com a pista mais emborrachada e todos acostumados ao circuito, a diferença entre ele, Nico Jamin e Aaron Telitz foi minúscula, enquanto Owen e Dapero caíam para o meio do grid.
Melhores tempos do dia de testes, na quinta-feira.
Mais próximo da noite, houve uma terceira sessão de testes com uma hora e meia de duração. Mas quarenta minutos dessa sessão foram perdidos com chuva, e os pilotos se arriscaram a andar apenas na meia hora final de treino, com Will Owen liderando a sessão, seguido de Nico Jamin e, bem mais atrás, Aaron Telitz.

No sábado, apenas uma sessão de meia hora de treinos livres. Novamente, O'Ward foi muito bem e liderou a sessão mas não tanto por seus méritos, mas pela chuva ter começado faltando ainda quase quinze minutos para terminar a sessão.
Tempos da sessão de treinos
À tarde houve o treino classificatório do fim de semana. Nas rodadas duplas há apenas uma sessão de treino classificatório, que vale para ambas as corridas; a melhor volta na sessão de cada piloto define o grid da prova 1, e a segunda melhor volta de cada um deles (ou a volta mais rápida da prova, o que tiver melhor tempo) vale para a formação do grid da segunda prova, ou seja, o grid da prova 2 não é definido até o término da prova 1.

Vamos por partes, de trás para frente. Entre os pilotos expert, Bob Kaminsky, que foi mais lento que Bobby Eberle durante o fim de semana todo, fez a melhor volta e largará na quarta fila, ao lado de TJ Fischer, que ficou muito lento para alcançar o pelotão e muito rápido para os carros da classe expert.

No meio do pelotão veio o piloto que liderou quase todo o fim de semana em Mid-Ohio. Pato O'Ward tentou ousar um pouco mais nos ajustes e o tirou saiu pela culatra e o mexicano terá que amargar o quinto lugar no grid, no meio dos Juncosos que ainda não possuem o ritmo ideal para chegar lá na frente.

Esse "lá na frente" foi composto nesse fim de semana por Nico Jamin e Aaron Telitz. O piloto da Pelfrey liderava a sessão até o finalzinho, quando quebrou o recorde da pista fazendo 1:18,207, mas Jamin fez a melhor volta segundos antes da bandeira quadriculada e, com 1:18.1385, conseguiu a pole da prova 1.
Resultados do treino classificatório.
Ao contrário da Indy Lights, a Pro Mazda só nos reservará surpresas se a magia do automobilismo acontecer em alguma das duas provas, senão estarei fadado ao sono assistindo essas provas, como acontece desde Road America.

USF2000

MEU DEUS, É UM MILAGRE! Uma foto do Lucas Kohl no site da USF2000! Pena que ele ainda não está sorrindo...
O primeiro degrau do Road to Indy contou, novamente, com o maior grid do fim de semana. Os 22 carros fizeram uma verdadeira maratona de testes, com quatro sessões e quase quatro horas de testes no total. A rodada TRIPLA em Mid-Ohio marcou, principalmente, a volta de Ayla Agren, a única piloto mulher da categoria, que corre ao lado do brasileiro Lucas Kohl.

Mas todas as quatro sessões foram dominadas pela Cape Motorsports e seus dois principais pilotos: Anthony Martin e Parker Thompson. Martin fez o melhor tempo nas três primeiras sessões, enquanto Thompson ficou em segundo nelas. Só não completaram a liderança em todas as sessões pelo fato de eles não terem saído para a pista na última sessão, que aconteceu com clima desfavorável e já as sete da noite de quinta-feira. Essa sessão foi liderada por Agren.

Ayla Agren de volta.
Vale destacar também os bons resultados de Luke Gabin (Jay Motorsports), Dakota Dickerson (Afterburner Autosports) e Jordan Lloyd (Pabst Racing), que foram presença constante entre os cinco primeiros.

O dia não foi lá aquela Brastemp toda para os brasileiros. Victor Franzoni, que está em terceiro no campeonato e briga diretamente pelo título da categoria, brigou um pouco mais com o carro no primeiro dia, onde esteve o tempo todo no meio da tabela de tempos, bem diferente de seus dois rivais da Cape.  Lucas Kohl, em seu primeiro fim de semana que entrou em uma pista que já tinha pilotado (um mês e meio antes, nos testes coletivos da categoria), também começou com dificuldades de entrar nos dez melhores tempos nos treinos livres, seu melhor resultado veio na quarta sessão de testes, onde conseguiu o quarto lugar entre os quinze que marcaram tempos nessa sessão.

Na sexta ao meio dia veio o último treino da USF2000 em Mid-Ohio, o classificatório para o grid das três provas (melhor volta para a prova 1, 2ª melhor volta para a prova 2 e 3ª melhor volta para a prova 3). 

Entretanto, nele houve apenas uma surpresa, e não foi na primeira fila; pois Martin repetiu o desempenho de quinta-feira e assegurou a pole sobre Thompson. Mais de meio segundo atrás, Dickerson confirma a boa fase largando na segunda fila, ao lado de um surpreendente Garth Rickards, que é bom mas vem fazendo uma temporada cheia de azares e acidentes.

Na terceira fila vem Franzoni, que recuperou um bocado do momentum que tem desde maio e conseguiu o quinto lugar para as duas primeiras provas do fim de semana. Lucas Kohl não teve o mesmo destino, não conseguiu escalar o grid, como vinha fazendo nos treinos passados, e se manteve na sétima fila do grid nas duas primeiras provas. 
Tempos da qualificação.
























A primeira corrida aconteceu na sexta-feira mesmo, encerrando as atividades do dia. entretanto, corridas são reportadas separadamente, em uma postagem só para elas e não direi nada nessa postagem para não dar Spoiler.

Caso queiram acompanhar as atividades do road to Indy, elas aparecem na Live timing do canal da Indycar no Youtube. Só acompanhar lá ao vivo ou mais tarde, pois as transmissões ficam salvas no canal.

Até mais!!
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário