Will Power vence em Detroit 2 com dobradinha da Penske

Piloto australiano supera Simon Pagenaud após a última parada nos pits e vence a primeira na temporada. Hélio Castroneves deu azar na última amarela e termina em décimo quarto, com Tony Kanaan em sétimo.

Primeira vitória do piloto australiano na temporada. (Foto: IndyCar)

A corrida começou e, logo na largada, James Hinchcliffe, Takuma Sato e Max Chilton bateram, com o pole da Indy 500 sendo tirado por Carlos Muñoz, que fora fechado por Charlie Kimball. Marco Andretti também se deu mal e acabou acertando quase que em cheio Takuma Sato.

A relargada foi dada na quinta volta, com Pagenaud, que largou novamente na pole, mantendo a liderança. Kanaan seguia em terceiro e Castroneves em quarto. Nas voltas seguintes os pilotos dividiram suas estratégias de paradas e tipo de compostos de pneus. Kanaan entrou nos pits na 18º volta, quando estava em terceiro, em aposta estilo KV da época do Tony, da Ganassi.
Os dois pilotos que decidiram o título de 2015, Montoya e Dixon se tocaram e ambos tiveram seus carros avariados, parando nos boxes e comprometendo qualquer bom resultado por parte do colombiano. Pagenaud fez primeiro pit stop na volta 25, deixando Helinho na liderança até o brasileiro efetuar o seu logo em seguida.

Na metade da prova, Montoya voltou aos holofotes, ao perder o controle do carro e bater no muro. Tony aproveitou a interrupção para fazer a troca de pneus e reabastecer.

A relargada foi autorizada na 40° volta, com Pagenaud na frente e sendo pressionado por Castroneves até o brasileiro conseguir uma bela ultrapassagem, com Hunter-Reay logo atrás, em terceiro.
Na volta 50, parte do grid fez aquela que poderia ser a última parada, mas Jack Hawksworth acabou parando na pista, trazendo nova bandeira amarela. Com isso, o brasileiro da Penske levou a pior na estratégia, tendo que parar e voltando no fim do pelotão.


Quem herdou o comando da prova foi o vencedor da corrida 1, Sebastien Bourdais, mas, diferentemente de ontem, o francês da KV teve que entrar para reabastecer quando faltavam cerca de 10 voltas.
Com a entrada dos que estavam prestes a ter pane seca, Rossi, Rahal, Bourdais e Kimball, Will Power assumiu a ponta faltando apenas sete voltas e não deu chances para ninguém, vencendo pela primeira vez em 2016. Pagenaud tentou uma aproximação na última volta, gastando todos os seus P2P, mas acabou terminando em segundo e Hunter-Reay fechou o pódio, com Josef Newgarden em quarto e Scott Dixon na quinta posição. Dos brasileiros, Tony Kanaan finalizou em sétimo e Castroneves em 14°.


Foi a primeira vitória de Will Power na temporada, a vigésima sexta na carreira do australiano na IndyCar. Com o segundo lugar e péssimo resultado de Hélio, Pagenaud isola-se novamente no primeiro lugar do campeonato, com 80 pontos de vantagem para Scott Dixon, novo segundo colocado.




Confira abaixo o resultado final da prova:



A IndyCar volta já neste final de semana para a Firestone 600K no Texas Motor Speedway, no próximo sábado à noite. Até lá!
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário