Will Power pede Safety Car Virtual na Indy

Vencedor da corrida 2 em Detroit, Will Power acredita que a Indy precisa adotar o Safety Car Virtual para evitar a "loteria" causada pelo fechamento dos pits quando uma prova está sob bandeira amarela.

Como exemplo, Power citou o azar do brasileiro Helio Castroneves, seu parceiro na equipe Penske. Em Detroit, Helinho liderava a prova, mas escolheu parar uma volta depois da maioria dos concorrentes. Justamente nessa volta o carro de Jack Hawksworth parou na pista resultando em bandeira amarela geral. Resultado? Quando Castroneves voltou à pista estava em 15º lugar.

Virtual Safety Car já é utilizado na Fórmula 1. (Foto: Getty Images)

"Veja o Helio. Fez um ótimo trabalho, foi rápido, poupou combustível... Mas a bandeira amarela estragou sua prova. É quase como uma penalidade de drive-through. Te joga lá para trás. Acho que isso é algo que deveria mudar na Indy".

Para Power, o Safety Car Virtual deveria ser adotado e os pits deveriam ficar abertos durante bandeira amarela.

“Conversamos bastante sobre isso. Quando (ex-diretor de corrida) Beaux Barfield estava aqui, isso mudou, os pits permaneciam abertos nas amarelas".

“O problema seria o risco de acidente com o pessoal correndo para os pits. Mas atualmente, com o Safety Car Virtual, é possível desacelerar todos para a mesma velocidade, seja ela qual for. É algo fácil de se arrumar e deveríamos fazer isso. É até mais seguro. Todos diminuem a velocidade. E podemos inclusive ter relargadas e todo o resto".

“Isso deixaria os pits mais seguros e a corrida seria mais justa. Deixaria de ser uma loteria".

Fonte: Motorsport
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Hmm... Boa postura do Power, mesmo ganhando a corrida em virtude da amarela!

    ResponderExcluir