Lights: Pigot vence e consegue a liderança na etapa final de 2015.

O piloto da Juncos  Racing venceu depois da vacilada de Max Chilton e assume a liderança do campeonato faltando só a prova de amanhã pro fim do campeonato.

Mas quem largou na ponta da corrida de hoje foi Max Chilton. O inglês conseguiu nos últimos segundos quebrar o reinado da Juncos Racing, onde Kyle Kaiser e Spencer Pigot lideravam as sessões de treinos e tinham o caro mais rápido.

Enquanto Carlin e Juncos brigavam lá na frente, a Schmidt-Pterson desaparecia na nuvem de fumaça do meio/fim do pelotão. Nenhum dos CINCO (o coreano Choi Haemin comprou o chassi #25 da Andretti e moveu ele pra SPM) pilotos da equipe conseguiu ficar entre os dois primeiros nas sessões de testes. Na qualificação, só Jack Harvey consegue ficar entre os cinco primeiros nas duas provas, com três  dos seus cinco pilotos nas três últimas posições. 

Tempos do treino classificatório, onde a melhor volta define o grid pra primeira prova e a segunda melhor volta para a a segunda prova.
A corrida foi até consideravelmente calma. Na largada, os quatro primeiros mantém suas posições enquanto Jack Harvey perde o momentum da largada, perde posições para Sean Rayhal e Félix Serralles e cai de quinto para sétimo lugar. Chilton continua a frente de Pigot, Kaiser e Jones.

Momento da prova: quando Chilton erra.
Mas isso só até a volta 3, quando Chilton forçava para abrir diferença dos demais, já que seu carro gasta um pouco mais os pneus e perde desempenho na parte final da prova, acaba tocando nos pneus de proteção do Saca-rolhas e tem de parar para arrumar seu carro.

Pigot ganha a liderança da prova e, o tempo todo escoltado por Kyle Kaiser (o que causou uma certa apreensão para quem acompanha a categoria, pois Kaiser é bom em fazer besteiras quando tudo está calmo), permanece na ponta e vence a prova! Mais atrás, Ed Jones consegue uma distância confortável para o pelotão do meio do grid e consegue terminar no terceiro lugar sem maiores problemas. 

No meio do pelotão, Rayhal e Serralles brigavam pelo quarto lugar até a volta 22, quando o carro de Serralles tem problemas no câmbio e o piloto fica parado na área de escape da curva seis. Rayhal passa a linha de largada/chegada em quarto lugar e Jack Harvey herda o quinto lugar.


Com esses resultados, Pigot assumiu a liderança do campeonato com 326 pontos contra 318 de Harvey e 308 de Jones. Para ser campeão, basta o Piloto da Juncos terminar em primeiro ou segundo lugar e gritar campeão; se Harvey não vencer (o que é extremamente provável com esse carro não tão bom da SPM) Pigot pode ficar na quinta posição sem maiores problemas. Para Jones ser campeão, precisa uma catástrofe nuclear acontecer.

A próxima prova acontece já amanhã, às 18:45h no horário de Brasília. O Race Control da Indycar está mostrando as provas, então basta clicar AQUI para ver.

Até amanhã!
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário