Os marronzinhos soltam as punições de Fontana e o campeonato de motores

Muita gente perdeu muito dinheiro nas 500 milhas de Fontana. As bonificações e puinções levadas pelas montadoras fazem a diferença da Chevy aumentar ainda mais.
O mecânico voltando a mangueira de combustível fez Rahal perder um terço da grana que ganhou.
Algumas equipes, além dos prejuízos com carros quebrados, terão que desembolsar alguns trocos. Quem mais terá que desembolsar é a Penske, que levou duas punições e uma delas a com multa mais pesada de todo o livro de regras. Vejamos todas as punições:
  • Will Power raivoso.
    Penske e Will Power foram multados em 25 mil dólares, por conduta imprópria durante a transmissão da prova e também por "insultar e/ou usar linguagem/gestos imprópria(os) e degradante em referência a um membro oficial da INDYCAR" (REGRA 9.3.1.8). 
    Isso aconteceu na sua entrevista para a NBCSN após sua batida, onde empurrou e xingou um dos responsáveis do resgate e chamou a direção de prova de insanos em TV aberta. Além disso, Power ficará sob observação quanto a sua conduta imprópria durante todo o campeonato.
  • Graham Rahal e a RLL Racing foram multadas em dez mil dólares no total por violar a regra 7.10.1.2: Sair do pit lane com algum equipamento preso ao carro. Isso aconteceu quando o mecânicoretirou a mangueira de combustível em um dos pit stops e tentou colocá-la novamente; Graham já tinha o sinal de liberação e saiu com a boca da mangueira ainda em seu carro. O mecânico também fica sob observação por três provas.
  • A Dale Coyne foi multada novamente pela regra 7.10.1.8: contato do carro com mecânico. a pnição usual para essa infração é 5 mil dólares, mas como essa é a segunda vez que ela sofre essa multa ela veio dobrada e Dale Coyne terá de desembolsar 10 mil dólares.
  • Penske foi punida novamente com JP Montoya passando por cima da pistola pneumática (REGRA 7.10.1.5). A punição normal é 500 dólares, mas como é a terceira vez que Montoya é punido pela mesma regra, a equipe desembolsará 1.500 dólares.
  • A CFH e Josef Newgarden levaram multa de 1000 dólares, pois a equipe foi punida por não deixar todo seu equipamento na área delimitada do pit lane, REGRA 7.9.6 (primeiro, uma porca da roda, depois um pneu inteiro).
  • Schmidt-peterson e Andretti Autosport foram punidas pela mesma regra que a CFH, e cada uma levou 500 dólares de multa.
Já no campeonato de motores, a Chevy já se distanciou bastante da Honda se distanciou ainda mais da Honda com o anúncio das punições de quarta-feira. No fim da prova, Chevy tinha 1108 pontos, enquanto a Honda tinha 951. Com as punições:
  • Chevy perdeu 60 pontos por trocar três motores (os de Montoya, Hélio e Coletti) antes de completar as 2500 milhas mínimas. Menos vinte pontos para cada motor.
  • A Honda também pereu 60 pontos. Perdeu 40 por trocar dois motores antes do limite mínimo de milhas (os motores de Takuma Sato e Ryan Hunter-Reay) e mais 20 pontos por um motor precisar ser trocado durante um fim de semana de corridas (o de James Jakes).
  • Mas a Chevy ganhou 60 pontos por seis de seus motores chegarem nas 2500 milhas sem apresentar problemas (o de Will Power, Sebastien Bourdais e os quatro da Ganassi). Enquanto a Honda só recebeu 30 pontos, pois apenas três de seus motores (os de Ryan Briscoe, Graham Rahal e Gabby Chaves) chegaram nesse limite no fim de semana.
Com isso tudo, o campeonato está:





Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário