Mark Miles fala sobre o calendário da Indy no futuro

O calendário da IndyCar sempre foi motivo de debates acalorados entre os fãs. Não é raro, em grupos de discussão sobre a categoria no mundo todo, vermos longos discursos de que este ou aquele circuito deveria estar na categoria. Pois bem, eis que Mark Miles, CEO da Hulman & Co., empresa que gerencia a Indy, se manifestou enfim sobre o assunto e resolveu esclarecer um pouco como se dá esse tipo de negociação.

Mark Miles, CEO da INDYCAR

A reportagem, feita por Daniel McFadin para o Motorsports Talk da NBC Sports, fala especificamente sobre quatro circuitos que estão bem em alta nas discussões: Auto Club Speedway, Milwaukee Mile, Phoenix International Raceway e Road America.

Sobre esta última, favorita de 9 entre 10 fãs de Indy, Miles diz que um dos empecilhos é a proximidade com Milwaukee (pouco menos de 100 km entre uma e outra). “Temos que falar com eles sobre isso, até já fizemos, e acho que eles entendem que a proximidade pode ser uma boa, no sentido de cooperação entre os promotores. Pode haver um esforço colaborativo para construir uma base de fãs”, disse.

Outro problema é achar uma vaga no calendário da pista de Elkhart Lake. “Eles não tem flexibilidade de data”, falou Miles. “É bem claro que eles gostariam, se fosse possível para a gente, de combinar com o [Pirelli] World Challenge. É tipo um alvo, e a grande questão é se podemos acertá-lo. Esperamos descobrir isso próximo ano”.

Road America: o sonho dos CARTistas

Ovais

O Auto Club Speedway, na Califórnia, foi destaque este ano tanto pela boa corrida quanto pelo baixo público. Desde que voltou à Indy, ela tinha sido a prova de encerramento da categoria; este ano, mudaram a data e o horário, e a quantidade de espectadores foi baixa.

Mark Miles atribui isto ao clima de Fontana no dia e pela própria data. “Isso tem que ser levado em conta e tem que ser trabalhado. Não é só pelo clima, embora eu esteja tentando ser bem claro, sabemos que o calendário tem muito a ver com isso”, explicou. “Para a prova ser bem sucedida, não pode ser no calor do verão, e sabemos disso. Vamos procurar soluções sem focar em perspectivas individuais”.

Já em Phoenix, que não recebe provas da IRL desde 2005, o problema atende pela sigla de NASCAR. “Acho que o foco deve ser de eles estarem o mais longe possível da primeira prova da Cup, o que te coloca no início de fevereiro. Então as considerações para eles é do que fazer entre uma prova da Indy e uma prova da Nascar para ambas terem sucesso”, afirmou o CEO da Hulman & Co, que pensa em uma data logo após o Super Bowl.

Phoenix poderá voltar à Indy depois de dez anos?

Por fim, o dirigente falou sobre Milwaukee, o  circuito de uma milha. Ele teceu muitos elogios ao centenário circuito, e disse buscar de tudo para manter a prova no calendário. “Isso vai precisar de, acho, patrocinadores, e de trabalharmos em uma nova data”, afirmou Miles, que cogita algo por volta do Labor Day (primeira segunda-feira de setembro).

Os promotores de Milwaukee querem também combinar a prova da Indy com a corrida de modelos antigos, que seria no sábad. A prova seria em um domingo, mas em um horário que talvez atrapalhasse quem viesse de outras cidades. Tudo isso é levado em consideração por Mark Miles. “Esperamos encontrar uma data que seja boa tanto pros promotores como, principalmente, pros fãs, pontuou.

Por fim, ele ressaltou a importância de manter ovais no calendário, e que há alguma ajuda para quem deseje colocar seu circuito na categoria. “Mostramos um pouco de “flexibilidade na taxa de sanção por esse objetivo. Não acho que a gente co-promovendo, vendendo ingressos para eles, seja nosso forte, mas nos importamos bem com os ovais sendo parte da categoria, junto dos circuitos mistos e de rua, e faremos de tudo para garantir esse equilíbrio”, afirmou Miles. 
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário