Nelsinho Piquet corre na Indy Lights e segue na sua tentativa de dirigir todos os monopostos do mundo.

Finalmente voltaremos a ter um brasileiro na Indy Lights. Hoje (8 de junho), Nelsinho Piquet foi contratado/convidado pela Carlin a correr a próxima etapa da Indy Lights em Toronto.

Isso porque Max Chilton, o piloto oficial do #14 da Carlin correrá nas 24 horas de Le Mans, que acontecem nesse sábado/domingo, coincidindo com a nova data da rodada dupla em Toronto.

O brasileiro já tinha demonstrado algum interesse na Indycar, quando a prova de Brasília era dada como certa, o piloto de 29 anos negociava correr a abertura do campeonato. ele estreará na Indy Lights com o apoio da iON, um um dos patrocinadores do Global Rallycross.

Isso tem duas implicações mais óbvias: 

A primeira é que Max Chilton tá praticamente fora do campeonato. Não que suas chances fossem muito altas, ele já estava mais de sessenta pontos atrás do líder Jack Harvey e fez apenas dois pódios em oito provas, num certame com nove estreantes e nenhum deles com mais experiência que ele.

A outra é que reacende aquela velha nova esperança de existir algum brasileiro no certame de ter um terceiro brasileiro na Indycar. Desde 2012, a última vez que tivemos pilotos brasileiros fora o Tony e o Hèlio faz tanto tempo que ainda tinha corrida no Brasil e Dário Franchitti corria.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário