Lights: Pigot vence as duas provas do caos completo em Toronto

Meio mundo estava virado no Jiraya em Toronto e quem se deu bem foi Spencer Pigot, que venceu as duas provas e chegou de vez na disputa pelo título. Nelsinho deveria ser patrocinado pela Target, pois só foi acertado nesse fim de semana.

Qualificação

No fim da manhã de sábado, os carros da Lights foram para a pista no único treino classificatório. O treino serve para a qualificação das duas provas, onde a volta mais rápida de cada piloto define o grid da prova 1 e a segunda volta mais rápida aqui ou a melhor volta da prova de cada piloto contam para formar o grid na prova 2.

Como é típico, todos fizeram suas melhores voltas no finzinho do treino, usando o resto do treino apenas como mais um treino livre, e surpreendentes Nelsonho Piquet e RC Enerson surgiram na ponta do treino, brigando com Spencer Pigot e Jack Harvey.

Reslutados e foto do pole, afinal largar na frente logo na prova de estreia num é fácil, mesmo quando já se tem 29 anos.

Corrida 1

Dava pra ver que o povo não tava bom só pela foto da largada.
Como foi de praxe nas corridas do Road to Indy em Toronto, a primeira corrida foi com sol. Nelsinho e Enerson seguraram a ponta do grid, seguidos por Pigot, Harvey e Serralles. Os três ficaram lado a lado na curva um, até que não sobrou espaço para Serralles e ele bateu, danificando seu bico.

Mais atrás, Juan Piedrahita (Belardi) teve algum problema no carro, que guinou para a esquerda e acabou acertando Scott Anderson (SPM) de leve. PIedrahita e Anderson vão para os boxes, mas apenas Anderson volta de lá, treze voltas atrás. Bandeira amarela.

Relargada na volta quatro (de 35 totais), com Nelsinho e RC se distanciando de Pigot e Harvey. Os dois líderes estavam bem próximos, até a volta 14.

Nelsinho e RC cruzavam bem próximos a reta oposta, até que isso aconteceu:


Sim, a gente vê a completa culpa de RC no movimento: Nelsinho estava freando mais cedo que os outros competidores, RC tentou tirar proveito disso colocando por fora, mas ele não esperava que o brasileiro fizesse um leve movimento em sua direção, mas o suficiente para tocarem roda com roda e o gordinho americano ser catapultado rumo a cerca de proteção. Bandeira amarela que virou bandeira vermelha duas voltas depois.

Importante salientar que ninguém morreu no acontecido, a não ser as chances de título de RC Enerson.

Pigot e Harvey brigando.
Quando se recolheu todos os pedaços de cérebro carro espalhados pela pista, se deu a bandeira verde na volta dezenove. Pigot ainda estava na frente, seguido por Harvey, Jones, Seralles, Kaiser, Shelby Blackstock e Ethan Ringel. Na relargada, Jones tenta um movimento mais ousado pra cima de Harvey na curva três, mas erra, passa um bom tempo na área de escape até voltar meia volta atrás dos líderes.

Não houve muito mais ação na pista. Os dois líderes se distanciaram de Serrales, enquanto o portorriquenho era de quatro a seis décimos mais rápido que Kaiser, que ambém era mais rápido que Shelby Blackstock.

Pigot e Harvey ficaram bem próximos o tempo todo, mas o inglês só conseguiu colocar de lado na curva três (o melhor ponto de ultrapassagem) apenas uma vez durante toda a prova, mas não conseguiu a ultrapassagem e Pigot vence!!! Harvey passa em segundo com Serralles em terceiro.

Update: Serralles foi punido na inspeção pós-prova e foi desqualificado. Só não refaço a tabela agora porque tá tarde pra caralho, amanhã a noite tem tabela nova.

Pódio e resultados, lembrando que Serralles descumpriu a lei da INDYCAR e foi expulso da prova.

Corrida 2

Dava pra ver porra nenhuma.
Se os pilotos estavam mais assanhadinhos no sábado de tarde, no domingo pela manhã era a direção de prova que estava loucona (assim como eu fazendo essa review as cinco da manhã). 

Estava chovendo moderadamente, o que em Toronto é grande coisa pois eles cobrem as partes das tangências das curvas com concreto pra não desgastar o asfalto local. Mas quando chove o coeficiente de atrito desse piso cai para quase zero, fazendo com que os pilotos fiquem sem aderência bem no momento que mais precisam dela. Isso causou todo aquele transtorno na Indycar no ano passado, mas para a Indy Lights estava tudo bem e nada de ruim poderia acontecer.

Jones rodando antes da largada.
Só que não.
Quando os carros estavam se organizando para a largada lançada, Ed Jones rodou sozinho na curva onze. Entretanto, a largada foi dada mesmo assim e Pigot ficou na ponta, seguido por Enerson, Harvey e Piquet.

Pigot consegue abrir dois segundos para Enerson, que se distancia um pouco da briga entre Harvey, Piquet e Serralles.  Destaque também para Shelby Blackstock, que conseguiu se manter na sétima posição mesmo com o horrível equipamento Andretti que tem nas mãos.

Mas na volta cinco veio nova bandeira amarela, por causa de dois toques: Ed Jones tentava ultrapassar Juan Piedrahita pela sétima posição, mas o colombiano fechou a porta e Jones não conseguiu recolher a tempo, com os dois batendo na curva oito; ao mesmo tempo, Scott Anderson entrou muito na zebra da curva dez, e acabou danificando sua asa traseira. Apenas Ed Jones consegue voltar na volta do líder, com Piedrahita voltando dos boxes duas voltas atrás e Anderson perdendo várias voltas.

Ilha como a asa traseira do RC tá quebradinha perto do pneu traseiro.
Quando eles iam relargar, RC Enerson roda na curva onze de forma similar a Jones no início da prova, danifica sua asa traseira e vai pros boxes pra reparos. 

Na volta oito, bandeira verde de verdade, com Pigot na ponta seguido por Harvey, Serralles, Piquet, Piedrahita, Kaiser e Blackstock. Pigot consegue ser de dois a três décimos mais rápido que Harvey em toda volta, e consegue construir uma distância para o inglês, que tem que resistir aos ataques de Serralles.

Tudo ia bem até a chuva voltar a apertar no circuito,e Blackstock rodar sozinho na curva onze. ele consegue dar um 180 e voltar pros boxes, mas a bandeira amarela já era agitada. Nesse meio tempo, Ringel assinalava problemas e novamente abandonava. A bandeira verde ia ser acionada quando Serralles rodou sozinho na mesma curva onze, onde já tinha um riozinho devido ao ruim sistema de drenagem local.

Piedrahita usou três bicos nessa prova. Terminou em quarto.
Ainda estamos na volta treze, e tivemos bandeira verde. Pigot seguia na ponta, com Harvey, Piquet, Kaiser e Jones na mesma volta do líder. Piedrahita estava a duas voltas, com Enerson a três e os outros abandonando.

Fiz esse resumo porque pouco depois pintou a última bandeira amarela do dia, e justamente com Piquet. Ele vinha disputando posição com Kyle Kaiser, quando na entrada da curva três ele fez seu típico movimento de frear um pouco mais cedo, e acabou sendo abalroado por Kaiser, os dois abandonaram e deu-se a bandeira amarela final da prova.

Na volta 14 veio a relargada, com apenas Pigot e Harvey disputando a ponta, numa reedição do que aconteceu ontem. Entretanto, dessa vez Pigot administrou com ainda mais folga, abrindo três segundos para Harvey ainda na volta vinte, segurando o carro para não quebrar e na volta 31 (a prova acabou com o tempo de uma hora esgotado) Pigot cruza a linha de chegada e vence!! Harvey passa em segundo e os dois vão ao pódio, abrem champanhe e já estavam indo embora quando Ed Jones completa a linha de chegada em terceiro, com sua terceira asa dianteira avariada e a mais de um minuto atrás do líder.

Piedraita passou em quarto a duas voltas atrás e com três bicos diferentes ao longo da prova, enquanto RC Enerson passou em quinto com a asa traseira E a suspensão avariada.


Com tudo isso, Pigot conseguiu tirar bons pontos de diferença para o líder Harvey, ficando em segundo a apenas 11 pontos do inglês. Ed Jones foi ultrapassado por eles e agora está no terceiro lugar do campeonato, a 15 pontos de Pigot. Os outros tem chances quase nulas de ser campeão.

A próxima prova acontece no apertado Mid-ohio Sports Car Course, com mais uma rodada dupla, até lá!!!
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário