Cotação: Toronto

Hoje é dia de avaliar quem foi bem e quem foi mal na corrida realizada na terra do bordo vermelho. Então, vamos lá:
Em alta

5º: Batalha entre Power/Pagenaud

Will Power e Simon Pagenaud protagonizaram um espetáculo à parte num momento em que a prova não apresentava algo muito interessante. Pagenaud colocava de lado, buscava passar Power, mas o australiano fechava qualquer espaço. A disputa foi tão legal que a NBCSN focava nos dois com exaustão.

4º: Circuitos de rua

Há quem torça o nariz para esse tipo de circuito, mas convenhamos: as últimas corridas nas pistas de ruas têm sido muito f****. Em um período da categoria onde as etapas nos ovais deixam um pouco a desejar, os "street courses" preenchem essa lacuna muito bem. Infelizmente só teremos mais eventos como esses no próximo ano.

3º: Estratégias dos brasileiros


Parecia que nada ia dar certo para os bazucas, até que Roger Penske e Chip Ganassi resolveram mostrar porque são os donos das melhores equipes do grid. Com todas as circunstâncias que apareceram durante a prova o terceiro lugar do Helinho e o sexto posto do Tony ficaram de ótimo tamanho. Em entrevista após a prova Castroneves admitiu: “Nem sei como fui parar lá na frente”.

2º: Chevrolet

Praticamente imbatível, a montadora americana triunfou mais uma vez e conseguiu preencher as oito primeiras colocações em Toronto. Com isso, a diferença na pontuação para sua rival, Honda, aumenta ainda mais. E era pra ser maior, caso não tivesse sofrido algumas punições anteriores.

1º: CFH Racing

Após uma conturbada corrida no Texas, a promissora equipe conseguiu uma dobradinha mais que inesperada. Individualmente, Newgarden consegue sua segunda vitória na carreira e começa a dar frutos para Sarah Fisher, que sempre apostou no seu talento. Já Luca Filippi conseguiu a proeza de conquistar o melhor resultado de um italiano na Indy desde 1998, quando Alessandro Zanardi venceu na Austrália. Deve ter rolado muita "Fuzzy's Vodka" na comemoração do time.


Em baixa

5º: Pagenaud

Apesar do seu estrelato na disputa com seu companheiro de equipe, o francês deixou muito a desejar com seu 11º lugar. Conseguiu ficar atrás até do mito japonês Takuma Sato, que parecia estar pilotando um carro da NASCAR.

4º: Meteorologistas do Canadá

Errou feio... Errou rude! Fizeram a previsão para o horário da prova indicando sol e tempo firme na belíssima Toronto. Bem, nem preciso dizer mais nada...

3º: Stefano Coletti

Desde o início da temporada achei o piloto monegasco muito rápido e até um certo ponto, promissor. Contudo ele se envolve em muitos acidentes e quando não abandona as corridas acaba terminando no fundo do grid, algo que não condiz com a sua habilidade que acredito que ainda tem a mostrar. Tudo bem que novatos costumam errar mais que o normal nas suas primeiras disputas na Indy, porém esperava um algo melhor de um piloto com um currículo bacana na GP2.

2º: Andretti Autosport

Corrida frustrante ao nível Andretti de competição. A briga de Munõz por um lugar no pódio parecia uma luz no fim do túnel para a equipe, mas o colombiano acabou tendo problemas mecânicos em seu carro e abandonou a prova faltando 15 voltas para a bandeira quadriculada. Provavelmente isso seja o reflexo da sua montadora, a Honda.

1º: Honda

E falando nela, a empresa nipônica teve mais um fim de semana pra esquecer. Com um kit com rendimento abaixo de sua concorrente, nem mesmo a sorte (que a ajudou em NOLA e Detroit 1) tem voltado a aparecer. A pressão aumenta, a esperança diminui e a zueira extrapola os limites quando vemos que seu melhor piloto no campeonato é o Graham Rahal.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. Sinceramente, que deu show foi Sebastien Bourdais.
    Sempre menosprezado por vocês, formadores de opinião ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lissandro. Realmente o Bourdais fez uma boa prova, mas como temos um limite de apenas 5 colocações para cada tópico, acabei deixando o francês de fora para variar entre pilotos/montadoras/equipes que foram bem na corrida. Mas agradecemos seu comentário, pois aqui é apenas um post de opinião e é muito importante contar com pensamentos diferentes.

      Excluir
    2. Desde 1986 acompanho a Formula Indy, sou Fã.
      Sempre acompanho o trabalho de vocês, Parabéns.

      Excluir