Cotação: Texas

Vamos avaliar quem se deu bem e quem se deu mal na terra da Estrela Solitária:


Em alta


5º: Pedido de ligar os motores
O chamado mais famoso do automobilismo foi feito por ninguém menos que James Hinchcliffe. Ele, que se recupera de um acidente durante os treinos de Indianápolis, disse que estava “se coçando para estar na pista”. Veja como foi.

4º: Público
Mesmo não tendo provas interessantes nos últimos anos, os texanos parecem ainda ter apreço pela IndyCar. Tanto que, segundo informações, quase todos os ingressos disponibilizados foram vendidos.

3º: Carlos Muñoz e Marco Andretti
Os dois da Andretti salvaram a honra da Honda no Texas. Eles, que também são bons de oval, souberam poupar combustível e terminaram em boas posições.

2º: Brasileiros
Os brasileiros fizeram sem dúvida, sua melhor prova este ano. Sempre marcando presença entre os ponteiros, fizeram valer sua experiência em ovais. Helio Castroneves deu muito trabalho e conseguiu um bom terceiro lugar.
Já Tony Kanaan veio em um ritmo bastante forte, protagonizou as melhores ultrapassagens e liderou boa parte da corrida, sendo grande candidato à vitória.

1º Scott Dixon
Sorte, boa estratégia, bom equipamento e competência em ovais. Foram esses os ingredientes da vitória do neozelandês. Soube poupar e pisar o pé nas horas certas, e mereceu a conquista indiscutivelmente.



Em baixa:


5º: Dale Coyne
Como se não bastasse o revezamento de pilotos em seus carros, eles também andam acertando seus mecânicos. Tristan Vautier, durante um pit-stop, acertou o membro da equipe de Pippa Mann, sua companheira, protagonizando o momento mais bizarro da noite de sábado.

4º: Stefano Coletti
O monegasco não se deu bem no Texas. Errou entrada dos pits e andou atrás o tempo todo. Depois dizem que andar em oval é fácil.

3º: Honda
Se Marco Andretti e Carlos Muñoz fizeram a diferença para a Honda, a fabricante japonesa já não teve melhor desempenho no restante do grid. Nenhum de seus pilotos teve qualquer chance de vitória.

2º: Will Power
O australiano nos fez relembrar de sua fama de azarado nos ovais. Perdeu muitas posições no início da prova e terminou em um apagado 13º.

1º: CFH Racing
Ed Carpenter e Sarah Fisher tiveram mais um fim de semana pra esquecer. Ed, vencedor da prova em 2014, teve problemas no carro e abandonou a disputa cedo, sendo acompanhado por seu companheiro de equipe/funcionário Josef Newgarden três voltas depois.



Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário