Treinos coletivos em NOLA.

Enquanto a Indycar ainda está num estado meio REM, onde nada é anunciado e os aerokits ainda estão sendo construídos, foi realizado mais um treino coletivo, dessa vez no novo circuito do calendário da Indy: o NOLA Motorsports Park.


Nesse testes as equipes ainda utilizaram os DW-12 com kits da Dallara. Seis equipes e 14 carros estiveram presentes: A Penske com seu quarteto titular (Castroneves, Power, Montoya e Pagenaud), a Andretti com seu trio confirmado (Hunter-Reay, Andretti e Muñoz), a CFH Racing com a sua dupla de mistos (Newgarden e Fillipi), a Rahal com o Graham Rahal.

Trazendo novidades apenas a Schmidt-Peterson que, além de contar com o novo contratado James Hinchcliffe, teve a presença do belíssimo James Jakes; e a KV Racing que além de contar com Sebástien Bourdais, teve a presença de Stefano Coletti.

Foram dois dias de testes (terça e ontem) no NOLA Motorsports Park. Citei o circuito duas vezes porque são os primeiros testes feito nonovo circuito que receberá a Indycar no dia 12 de abril.  

Abaixo estão os tempos (não-oficiais) dos treinos de terça e quarta. A Penske fez o primeiro tempo nos dois dias (com Pagenaud na terça e com Power na quarta).

Terça-feira

Quarta-Feira

Não vamos teorizar tanto sobre os tempos obtidos nesses treinos, até porque não se sabe muito das condições da pista, do quanto cada um treinou, fora que esse DW-12 não será usado dessa forma na temporada regular etc etc etc...

MAS a Penske dominou os treinos, o que não é algo surpreendente levando-se em conta que a Ganassi não participou dos treinos e as principais equipes de Honda (Andretti, Schmidt-Peterson) ainda estão se arrumando e nem confirmaram todos os pilotos para a temporada. Até por esse motivo vemos a KV de Bourdais e a RLL de Graham Rahal na frente dessas equipes.

Os problemas maiores estão na CFH Racing. Os dois carros da equipe estiveram com os quatro piores tempos nos dois dias. Podem haver n explicações, como a equipe terminar os trabalhos antes do fim dos treinos e a pista melhorou, não era o foco da equipe fazer os melhores tempos, entre outras coisas, mas os últimos tempos não caíram bem no momento da equipe oriunda da fusão da equipe da Sarah Fisher e do Ed Carpenter terminar lá atrás.

Algo que não é preciso teoria são as novas pinturas dos carros.  As pinturas utilizadas nesse treino 
estão abaixo:

Penske: Power (1), Montoya (2), Hélio (3) e Pagenaud (22). Montoya correndo com o ex-carro do
Hélio e os outros com Clones do caro do Power (vai que dá certo de novo...).

Andretti: Muñoz (26), Andretti (27) e Hunter-Reay (28). Não mudou tanto coisa
e continua sendo a melhor equipe no quesito pintura.

Schmidt-Peterson: Hinchcliffe (77) e Jakes (7). Testando tons de cinza ainda mais chatos.

CFH: Fillipi (20) e Newgarden (67). Brigando com a Andretti pra ser a melhor equipe no quesito pintura.
KV: Bourdais (11) e Coletti (4). Sim, o ex-número da Panther.

Rahal (15) tentando chamar a atenção.

Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. Estão na pré-temporada sem os novos aero kits ? Não deveriam andar com os novos componentes para ajustes ?

    ResponderExcluir
  2. Eles ainda não estão prontos, terminaram a fase de projeto no fim de janeiro.

    ResponderExcluir
  3. Os carros da Andretti são horríveis

    ResponderExcluir