Zach Veach vence contenda com companheiro de equipe ganha a prova em Milwaukee. Razia briga por pódio, mas abandona.

Depois de disputar durante toda a prova com seu companheiro de equipe, Zach Veacho consegue vitória nas voltas finais e volta a ter grandes chances de vencer o campeonato. Luiz Razia disputa o pódio durante toda a prova, mas abandona no fim da prova.
A relargada a quatro voltas pro fim definiu tudo.

Após a classsificação no sábado que Zach Veach conseguiu a pole position num grid com oito carros novamente, os pilotos se prepararam para disputar as 100 voltas da Milwaukee 100. Elas foram disputadas no domingo as duas horas da tarde, antecedendo a prova da Indycar, e Gabby Chaves partia da segunda posição, com Matthew Brabham e Luiz Razia largando da segunda fila.

E logo na largada Mathtew Brabham assume o segundo posto, passando Chaves. Seguindo as mudanças de posição, Jack Harvey mostra que não está tão adaptado assim a ovais e perde a quinta posição para o Fan Force United de Scott Anderson, e Juan Pedrahita passa Juan Pablo García e deixa a lanterna para o piloto mexicano.

Largada!
Logo no começo da prova, os dois carros da Andretti Autosports começam a se distanciar de Chaves e do resto do pelotão. Chaves, por sua vez, também imprimia bom ritmo e se distanciava de Razia, Anderson e Harvey. Piedrahita vinha com dificuldades e perdia o contato com Harvey na penúltima posição, e pior que ele só García que já vinha levando a primeira volta de desvantagem já na volta 24.

Na volta 32, Brabham encosta de vez em Veach e realiza ataques constantes ao companheiro de equipe, chegando a colocar de lado nas retas. O neto de Jack Brabham sempre mergulhava colocando pelo lado de dentro de Veach, mas o americano se defendia com a maior velocidade que a linha de fora e mergulhava na entrada das curvas, ficando na frente de Brabham.

Pelotão intermediário.
Na volta 39 finalmente a ultrapassagem acontece, nas curvas três e quatro. Após passar o companheiro de equipe, Brabham começa a abrir distância pouco a pouco, fazendo tempos de três a quatro décimos mais rápidos que Veach.

No pelotão mais intermediário, a distância que Chaves tinha para Razia, Anderson e Harvey despareceu. O problema da Belardi de sofrer com o desgaste de pneus já dava sinais, e formou-se um pelotão atrás do colombiano, devido ao circuito de Milwaukee não propiciar muito ultrapassagens.

A quinze voltas pro fim, o panorama era o mesmo. Brabham abriu sete segundos para Veach, que tinha mais de dez segundos para Chaves, Razia e Anderson que vinham colados e Havey vinha a dois segundos de Anderson. Juan Piedrahia já estava uma volta atrás e Juan Pablo García quatro voltas atrás.  A prova parecia que terminaria dessa forma, mas surgiu uma bandeira amarela.

Ano passado, Veach perdendo a liderança
Luiz Razia vinha colado em Chaves durante toda a prova, até que a oito voltas do fim seu carro escorregou e acertou o muro na curva 2 e abandonou a prova, infelizmente.

A bandeira verde seria dada com quatro voltas pro fim, e adquiriu tons dramáticos devido ao que aconteceu no ano passado com Zach Veach. No ano passado o piloto também dominou boa parte da prova, conseguiu a pole e vinha com grande diferença para o segundo e terceiro colocados (então, Sage Karam e Carlos Muñoz, respectivamente); mas quando chegou a hora de passar os retardatários, o jovem Veach teve problemas, viu sua diferença ser pulverizada pelos adversários e terminou a prova na terceira posição.  Era o primeiro pódio do piloto, mas com gosto amargo dado a situação.
Nem a força das meninas ajudou Brabham.

Nesse ano a novela parecia se repetir, o piloto liderou todos os treinos da sexta feira e conseguiu a pole position com meio segundo de diferença para Chaves, mas seu companheiro de equipe mostrou-se estar num domingo inspirado e a vitória parecia lhe escapar das suas mãos, até a bandeira amarela. A nova bandeira verde e relargada lhe dariam nova oportunidade de vencer a prova, e espantar de vez o fantasma da temporada passada.

Bandeira verde e, com um movimento pelo lado de fora do seu companheiro de equipe na entrada da curva 1, Veach consegue ultrapassar Brabham e vence! Matthew Brabham passa em segundo, dois segundos a frente do comboio formado por Chaves, Anderson e Harvey (terceiro, quarto e quinto, respectivamente).
Ah é, vai ganhar? Toma esse SONHO NA CARA e esse CHAMPANHE NA CUECA.

Com isso, a decisão para a próxima etapa fica mais apertada. Chaves continua líder com 466 pontos, com sete pontos a frente de Veach que retoma a vice-liderança do campeonato. Jack Harvey, mesmo com o fim de semana apagado, vem no terceiro lugar 23 pontos atrás de Chaves.  Razia vem no quinto lugar do campeonato com336 pontos, apenas 30 pontos atrás de Matthew Brabham e a 18 pontos de Juan Pablo García, o sexto colocado.

A decisão do campeonato se dará no próximo fim de semana, quando todo o certame da Indy Lights atravessa o país rumo a Califórnia para disputar a rodada dupla em Sonoma, nos dias 23 e 24 de agosto.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário