Ainda dá...


...mas é difícil, convenhamos.

Scott Dixon venceu a GoPro Grand Prix of Sonoma neste domingo, seguido por Hunter-Reay, Pagenaud, Sato, Montoya, Newgarden, Aleshin, Andretti, Wilson, e só então por Will Power, que conseguiu terminar entre os dez primeiros após liderar a primeira parte da prova e rodar sozinho (nem ele acreditou que fez isso), mesmo assim, o australiano ampliou sua vantagem para Fontana em 51 pontos, já que Helio Castroneves chegou em 18º depois de se envolver em vários incidentes:

O primeiro deles aconteceu logo na largada. Helio sofreu um toque de Bourdais na traseira e acabou enchendo o carro de James Hinchcliffe (pobre canadense). O toque provocou uma reação em cadeia e um mini big one na curva 1. O problema é que os problemas não pareciam ser problemizantes o suficiente para desespero, mas Helio teve seu bico dianteiro avariado e foi obrigado a ir nos pits, não ficando só em último na volta do líder, mas vendo Power sobrando em primeiro depois da relargada.

Ah, mas os problemas não acabaram por aí, eles problemizaram mais ainda o brasileiro. Helio voltou para os pits e a equipe se viu obrigada a retirar o parachoque esquerdo do carro que estava encostando na roda. Ele ainda provocou outra bandeira amarela ao tentar fazer um 3 wide na curva 7 (nunca dá certo) e ferrar a brincadeira de Sebastien Saavedra.

Só que depois de tudo isso, Tântalo, deus do azar e do mau agouro na mitologia grega, viu que seu trabalho estava concluído para Hélio e se voltou para Power. Durante essa bandeira amarela, o australiano perdeu a liderança para Dixon nos boxes, e depois na relargada, rodou sozinho na curva 7. Quase foi pego por Marco Andretti. Nem ele mesmo acreditou no que fez.

Mas fez.

Com isso, Power perdeu várias posições, mas foi à luta. Conseguiu um décimo lugar (num three-wide insano com Wilson e Bourdais), que já estaria de bom tamanho para qualquer piloto estar confortável em Fontana. Só que como sabemos, Power tem uma pequena mania de se ferrar quando está na disputa pelo título...

É só Tântalo não prestar muita atenção nele.

Por fim, a corrida em si foi maluca, talvez o terremoto de 6 pontos na escala Richter na manhã desse domingo abalou a normalidade por lá. Teve momentos em que os cinco primeiros no campeonato estavam atrás do Top 10. O final foi tenso, pois Graham Rahal tinha chances de vitória (! ! !), mas foi pego pela falha na estratégia de combustível. O mesmo aconteceu com Tony, Kimball, Briscoe e Conway, que teve que arrastar seu carro para linha de chegada quase que a pé.

Confira a classificação oficial da corrida:

Os melhores momentos da prova:
(em breve)

E por fim, os que ainda tem chances de título:

A grande final será no proximo sábado, dia 30 de agosto, em Fontana. Até lá, o Indy Center Brasil vai trazer as frases dessa prova de Sonoma, as informações e curiosidades sobre o superoval de Fontana, e um resumo do que foi o campeonato, principalmente dos candidatos à título.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário