Comments mode on: Indy 500 Entry List


Olá pessoas! O comments mode on está de volta depois de uma semana! Desculpem-me pela nossa falta de capacidade de arranjar tempo para fazer os comentários (eu estive muito ocupado na última semana e não consegui fazer o post), mas agora, para recuperar o tempo perdido, resolvemos comentar sobre os pilotos que farão desta a sua única, ou uma das únicas corridas da temporada. Afinal, são as 500 milhas de Indianapolis, né? Muita grana tá rolando em jogo.

Então, vamos lá! A ordem de pilotos é numérica, enquanto que de comentários é alfabética:


Resumo do cara: Jacques é o vencedor da edição de 1995. Depois de uma passagem vitoriosa pela F1 e em outras categorias, Villeneuve vai disputar a Indy 500 pela equipe de Sam Schmidt após quase 20 anos desde sua vitória.

Daniel Schattschneider: Villeneuve... quando anunciaram ele pela equipe de Sam Schmidt, foi aquele alvoroço. O velhinho não corre numa categoria top desde 2006, então, está meio enferrujado. Por isso, não acho que ele fique no Top 10, mas também não vai fazer feio.

Matheus Antônio da Silva: Vai penar, e muito. Pelo pouco que mostrou nos treinos, está devagar quase parando, e ele tem que dar muitas voltas pra se acostumar a correr no espaço de tempo em uma temporada que tem menos tempo para testes. Largará na última fila, e se dará mal na prova.

Rômulo Silva: É sempre bom vermos os antigos vencedores da Indy 500 voltando à disputar a corrida. Vamos ver até onde o 'Vilanova' vai nessa prova.



Resumo do cara: Townsend é um piloto americano, de 39 anos, que vai correr as 500 milhas pela KV. Essa será a única aparição dele nesta temporada.

Dan:
Um dos medalhões da Indy 500. Esse corre bem em Indianapolis, chegando num quarto lugar em 2009. Porém, como ano passado não foi AQUELE resultado, e nos testes não está indo bem, não acho que ele vá se dar bem. Vai largar entre 15º e 20º mas, talvez com as estratégias, chegue num Top 10.

Matt: Esse já tem história recente na prova, e já teve algum sucesso correndo pela KV. Ele não está tão bem assim nos testes, mas ele não precisa testar tanto assim, e só está fazendo ritmo de corrida por enquanto. Larga lá pra quarta ou quinta fila, faz corrida discreta e chega entre 10 e 15.

Rômulo: Townsend Bell é aquele cara que antes que inicie a temporada, você já sabe que ele vai competir nas 500 Milhas. Tem sido regular nas últimas corridas que disputou, então, acho que é um bom piloto para compor o grid.


 

Resumo do cara: Hildebrand é um piloto americano, de 26 anos, que vai disputar as 500 milhas pela equipe de Ed Carpenter. Ele foi vice na edição de 2011 após bater na última curva, quando era líder.

Dan: Hildebrand tem a chance de virar o jogo e se livrar da maldição de bater na última curva. Tudo bem que ainda faltam os muros da curva 2 e da curva 3 pra ele encher, mas não torço pra que isso aconteca, pelo menos este ano. Vai largar entre 10 e 15º e na corrida, espero que... chegue.

Matt:
Hildebrand tem um bom carro em mãos, com o background de uma equipe famosa por se dar bem em ovais e vem andando muito rápido e forte nos treinos. Ao meu ver, pega primeira fila e, se tiver uma boa estratégia e a Carpenter conseguir acertar pitstops rápidos (o que não é comum na equipe) tem chances de vitória.

Rômulo:
Ter o piloto mais “azarado” no grid é muito legal! Ninguém sabe o que vai acontecer com ele e nem com os outros corredores que estiverem ao seu redor. Hildebrand é a emoção em pessoa.




Resumo do cara: Sage é um piloto americano, de apenas 19 anos, que vai correr as 500 milhas pela Ganassi. Ele é o atual campeão da Indy Lights.

Dan: Pelo currículo, ele promete ir bem. Tem uma Ganassi em mãos. Acho que ele vai largar no Top 5, mas a pressão de novato vai sufocar ele e talvez ele bata. Se não bater, chega num Top 15.

Matt: Não sei muito o que esperar dele. Não andou muito bem e não vem desenvolvendo velocidade, mas está em uma Ganassi e se mostrou um piloto razoavelmente rápido em ovais. Creio que deve ir bem nos treinos classificatórios e conseguir um sexta fila (mais ou menos), mas na prova deve penar e não completar.

Rômulo: Finalmente vamos ver o Karam em ação na Indycar Series. Ele tem talento e pode tentar repetir o feito de Carlos Muñoz no ano passado.




Resumo do cara: Kurt é um piloto americano, de 35 anos, que vai correr as 500 milhas pela Andretti. O campeão da NASCAR Sprint Cup em 2004 vai ser o quarto piloto da história a correr as 500 milhas de Indianapolis e as 600 milhas de Charlotte no mesmo dia.

Dan: Apesar do cara ser da Nascar e não ir muito com a cara dele, torço para que ele se dê bem na corrida porque isso pode atrair mais gente a fazer o mesmo, além da mídia. Acho que ele larga no Top 10 e termina entre 10° e 15°.

Matt: Tá indo melhor do que a encomenda nos treinos. Não deve fazer feio em ambos, mas não deve ficar lá na frente. Deve ter desempenho parecido com o de Bell.

Rômulo: O Buschão se adaptou muito rápido ao carro e tem mostrado resultados bastante expressivos nos treinos. Se levarmos em conta que ele vai correr em uma ótima equipe como a Andretti, acho bom ficarmos de olho nele.




Resumo do cara: James é um piloto australiano, de 27 anos e vai disputar as 500 milhas pela KV. O piloto já correu em duas provas da categoria ano passado e seu melhor resultado foi um 15º lugar em Mid-Ohio.

Dan: Torço pra ele só porque ele foi o piloto que menos treinou e que não tem carro reserva. Ou seja, tá com uma pressão muito grande nas costas, mesmo correndo com uma equipe como a KV.  

Matt: Coitado. Novato, num quarto carro da KV, e treinará apenas na quinta e no sábado. Deve figurar sempre no fim do pelotão, mas, se não bater, deve conseguir top 20.

Rômulo: É um piloto propenso a terminar do meio para trás, mas como a Indy 500 sempre surpreende, dependendo do acerto do carro pode conseguir algumas boas posições.



Resumo do cara: Martin é um piloto inglês, de 26 anos, que vai correr as 500 milhas pela equipe de A. J. Foyt. Ele já correu algumas corridas da temporada de 2011 e teve como melhor resultado um 11º lugar em Baltimore.

Dan: Plowman, pra mim, é um piloto que não tem muito destaque. Veremos como ele andará. Acho que ele larga do 20º pra baixo e chega no Top 15.

Matt: Plowman já andou um bocado de Indy lights, e já figurou no padoque da indy principal. Não é mau piloto e a AJ Foyt num é má equipe. Creio que faz melhor do que o Sato nessa edição.

Rômulo: É um piloto propenso a terminar do meio para trás, mas como a Indy 500 sempre surpreende, dependendo do acerto do carro pode conseguir algumas posições.²




Resumo da moça: Pippa é uma piloto inglesa, de 30 anos, que vai correr a 500 milhas pela Dale Coyne. Ela já correu a Indy Lights entre 2009 e 2010.

Dan: Torço pra ela já que ela é a única alma feminina entre esses 33 machos (alguns nem tanto :P). Mas não acho que ela irá bem. Largará do 20º pra baixo e provavelmente não terminará a prova.

Matt: Coitada. Num terceiro carro da Dale coyne que deve ser permeado de problemas, até andar nos treinos tá sendo difícil. Ela é rápida, mas o carro não deve ajudar, e por esses motivos acho que ela se qualifica bem , mas tem problemas na corrida.

Rômulo: A britânica traz um “ar feminino” à corrida, que inclusive está bem ausente este ano. Vou torcer por ela, mas acredito que seu destino na prova seja o muro. Infelizmente.


 

Resumo do cara: Buddy é o vendedor das 500 milhas da edição de 1996 e vai correr pela sua própria equipe. Esta será a sua 21º tentativa.

Dan: Lazier de volta! Como sempre. Torço pra ele. Não vai largar bem mas vai surpreender durante a prova e todos que estarão lá para acompanhar o ídolo!

Matt: Mito. Outro candidato a vitória. Obviamente pole não vem, mas vitória é quase certeza.

Rômulo: O grande Buddy está de volta. Difícilmente vai surpreender, mas a sua participação é bacana.
 
Fontes: nossas cabeças pensantes.













Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário