The People's Race Car: atualização

Vocês lembram da Cutters Racing Team, equipe que pretende colocar um carro na Indy 500 de uma forma diferente:  entrou em associação com a Sarah Fisher Hartman Racing para patrocinar um carro para a Indy 500 e lançou uma crowd funding, onde as pessoas investem dinheiro em algo (no caso, o patrocínio para o carro)  e ganha algum benefício (que nesse caso podem variar desde o nome em seu carro a entradas VIP em Indianápolis, camisetas, toalhas e afins).

Tetrault e Gosby, idealizadores do CuttersRT (fonte: indystar).

Você também pode lembrar que eles necessitavam de 10 mil doadores, e de um montante de cerca de US$ 1 milhão, e que o piloto ainda seria definido.  Mas existem duas coisas que vocês não sabem:

CuttersRT no Inside Indiana Business (fonte: twitter)

Primeiramente, eles já tem um piloto pra apoiar, e esse piloto é o cara mais midiático possível:  Josef
Newgarden.  CuttersRT e todas as pessoas que investiram terão seus nomes estampados no carro número 67 da SFH Racing.  "Nós (da CuttersRT) estamos muito felizes de patrocinar Josef Newgardem e o carro da Sarah Fisher Hartman Racing.  Agradecemos a todos os investidores que pretendem ver seus nomes no carro número 67."


E também você provavelmente sabem que eles estão causando certa comoção lá em Indianápolis.  Os promotores estão levando um Indy Car antigo, com uma pintura toda especial feita por eles, onde as pessoas passam e assinam esse carro.  O carro já passou por festivais na Califórmia e em Illinois, além de um cronograma bem grande no mês de maio, antes da Indy 500.

Skid, um dos patrocinaodres (fonte:  twitter)

Várias pessoas já fizeram sua parte e investiram no projeto.  Pessoas de 25 estados americanos, do Canadá e da América do Sul (incluindo aí o Brasil) já entraram de cabeça nesse projeto, com o custo de cem a setecentos dólares.


Entre essas pessoas, existem vários que estão fazendo homenagens a pessoas que eram grande entusiastas das 500 milhas, causando grande comoção:  "Isso foi meio chocante ", disse Travis Tetrault, um dos co-fundadores da CuttersRT. "Nós estávamos fazendo isso como uma maneira de experimentar a corrida de forma diferente, e tem um monte de fãs de corridas envolvidos. Descobrimos que havia um significado muito mais profundo para isso."

Entre essas histórias, está a de Sheila, que patrocinou o projeto e colocou o nome de seu marido, Jill Richardville, que não perdeu uma edição das 500 milhas por 40 anos, até perder sua luta contra um câncer.  


Há também a história de Jim Mundt, que não perde uma 500 milhas desde 1953.

 E também a história de Skid, um cachorro que gravará seu nome (na verdade, sua pata) no carro, graças ao patrocínio de seu dono, Jill Reynolds.












Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário